Tire um Tempo para si

Estar com pessoas é enriquecedor. Trocamos experiências, aprendemos novas coisas, falamos besteiras, nos divertimos, trocamos ombros e carinhos quando precisamos. Mas ficar só, às vezes é necessário. Não só de companhia vivemos, mas de momentos de solitude também. Digo solitude, não solidão. Solidão é um estado em que sentimos um grande vazio, nesse estado há dor, angústia, sofrimento, é um estado negativo. Já solitude é um estado voluntário de querer ficar só e sentir-se em paz consigo mesmo ao estar só – é um estado positivo. E é desse estado que falo. Esse sentir-se bem por estar com sua própria companhia.

Durante todo o dia nos relacionamos com inúmeras pessoas, e se formos considerar um período de tempo maior, ou seja, durante uma semana, esse número só tende a aumentar. E aí nessa soma juntam-se o estresse, o cansaço, a irritação, a falta de paciência, a ansiedade, enfim, uma caçamba enorme de sentimentos pesados. Chega uma hora que o que mais queremos e precisamos é ficar só, num lugar sem interferências externas, apenas você e seu eu interior. É necessário um tempo de solitude, de ficar em casa curtindo aquela música favorita, cozinhando para si, lendo, dançando pela sala, olhando-se no espelho ou de ir para algum lugar que curta muito, pode ser numa trilha, na beira mar ou no pátio de casa.

O importante é estar num lugar em que se sinta bem por estar ali. Viver esses momentos de solitude são ótimos para nos conhecermos melhor. Nos conhecemos mais quando não estamos com outras pessoas, descobrimos qualidade e defeitos; percebemos como agimos a certas situações; conseguimos reorganizar nossas ideias; aproveitamos por completo de momentos, seja uma trilha, uma música ou mesmo as ondas chegando próximas aos seus pés descalços na areia. Entenda, não estou querendo dizer que quando estamos com amigos não aproveitamos esses momentos e que a vida com eles não é vivida por inteiro. Apenas estou dizendo que tirar um tempo para si é importante.

Pessoas que conseguem ficar a sós e mesmo assim serem felizes e sentirem-se em paz consigo são admiráveis. Elas irão aproveitar cada momento quando estiverem com você, mas também vão querer passar um momento a sós e, não entenda isso como se ela não gostasse da sua companhia, mas é que ela precisa ficar consigo também. E ela tem inúmeras coisas a fazer quando está só, ela sente necessidade de não estar com pessoas, para poder aproveitar a si mesma. E se você, por algum acaso, não der essa liberdade a ela, prepare-se para perder sua amizade, pois ela se sentirá sufocada.

E se você quiser testar como é ficar a só, permita-se ir ao cinema, andar pela beira mar, passar a tarde em seu quarto vendo séries, cozinhar para si, observar o pôr do sol, mas tudo isso sem ninguém para lhe fazer companhia.

Depois me diga como se sentiu ao fazer essas coisas só, aproveitando da solitude.

Por Charlene Peruche

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://eoh.com.br/tire-um-tempo-para-si-mesmo/

Imagem: Google

Papo de Amiga

Oi migas!

Li um texto muito interessante e quero compartilhar com vocês…

Um comportamento que não é produtivo é típico de alguém que deseja receber uma carícia que lhe faz falta. Descobrir qual é essa carícia e dá-la é a melhor maneira de esvaziar esse comportamento.

Uma adolescente que briga com todo mundo em casa pode estar precisando escutar dos pais: “Filha, eu confio em você, é hora de você cuidar da sua vida. Sempre que precisar, conte conosco”. Um trabalhador que tem atos de rebeldia pode estar precisando que o chefe lhe diga o quanto é importante para o projeto. O marido que vive reclamando de tudo em casa pode estar precisando de um carinho na hora de dormir. Uma mulher amargurada pode estar necessitando de que a família lhe leve o café na cama com flores e bilhetes carinhosos, no domingo de manhã.

Quando alguém, em qualquer lugar, tiver um comportamento que não faz parte do seu jeito de ser, ele está falando bem alto: “Estou precisando me sentir importante para você!” Quando ele está falando alto e não é escutado, começa a gritar. Se não recebe nada em troca, acaba ficando afônico: seu corpo perde o viço, seu olhar perde o brilho… porque não conseguiu se sentir importante para a pessoa que ama.

Nossas condutas são induzidas pela necessidade de reconhecimento. Algumas, de maneira imediata: “Ei, por que você não me cumprimentou?” Outras, a longo prazo: “Eles ainda me pagam…!” Ou ainda: “Vou ganhar muito dinheiro para dar uma casa para os meus pais”.

Toda uma série de acontecimentos pode ser motivada por um simples gesto de atenção (lembram-se das loucas histórias de paixão de adolescentes, resultado, às vezes, de simples olhares?). A vida dos seres humanos é orientada quase sempre para receber do pai um abraço que não se conseguiu quando criança, de modo incondicional, simplesmente pelo fato de ser o filho. Carreiras que poderiam ter sido brilhantes vão desmoronando por falta de estímulos.

Muitas vezes os seres humanos funcionam como burros que caminham atrás da cenoura suspensa em uma vara, na frente, sem nunca poder comê-la. São pessoas que colocam um objetivo lá na frente, sem valorizar o prazer de viver o presente. Esse objetivo longínquo pode ser uma situação na qual supõem que irão receber muito reconhecimento quando atingirem o alvo.

É importante na nossa vida que cuidemos de procurar as carícias das quais necessitamos, ao mesmo tempo que a cada momento desfrutemos do fato de estarmos vivos.

por Roberto Shinyashiki

 

 

Então migas, quantas vezes acabamos nos sentindo deixadas de lado, ou temos a sensação de não estarmos sendo valorizadas.

Todo mundo já passou por isso pelo uma vez na vida. Você se esforça, dá o seu máximo e ninguém nota! É muito frustrante.

E quando essas coisas acontecem desanimamos e acabamos até por perder a felicidade.

Esperamos que outras pessoas ou mesmo coisas preencham nosso vazio e nos façam felizes. Mas se não formos pessoas naturalmente felizes NADA vai conseguir nos deixar feliz.

Sabe miga, seja feliz hoje e agora, seja feliz com a pessoa que você é e está se tornando. Comemore suas conquistas sem esperar que as pessoas comemorem com você, porque você sabe que a inveja existe e nem todo mundo ficará feliz com o seu sucesso.

Comemore as pequenas coisas, elas também são importantes!

Se aceite, se goste e pare de se cobrar tanto…

Miga, viva a sua felicidade sem esperar que vivam por você. Para de ficar se lamentando pelos cantos e vai comemorar a vida!

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.vyaestelar.com.br/post/7545/necessidade-de-se-sentir-importante-induz-a-atitudes-negativas