Viver

Impossível atravessar a vida…

Sem que um trabalho saia mal feito,

Sem que uma amizade cause decepção,

Sem padecer com alguma doença,

Sem que um amor nos abandone,

Sem que ninguém da família morra,

Sem que a gente se engane em um negócio.

Esse é o custo de viver.

O importante não é o que acontece,

Mas, como você reage.

Você cresce quando não perde a esperança,

Nem diminui a vontade, nem perde a fé.

Quando aceita a realidade e tem orgulho de vivê-la.

Quando aceita seu destino, mas tem garra para mudá-lo.

Quando aceita o que deixa para trás,

Construindo o que tem pela frente

E planejando o que está por vir.

Cresce quando supera, se valoriza e sabe dar frutos.

Cresce quando abre caminho,

Assimila experiências…

E semeia raízes…

Cresce quando se impõe metas,

Sem se importar com comentários.

Cresce quando é forte de caráter,

Sustentado por sua formação,

Sensível por temperamento…

E humano por nascimento!

Cresce ajudando a seus semelhantes,

Conhecendo a si mesmo e

Dando à vida mais do que recebe.

E assim se cresce…

Autor desconhecido

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram:@matozolarissa

Facebook:Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

Imagem: Google

Calma…

Eu sei que às vezes é difícil acordar e pensar que tudo vai dar certo pra você. Que talvez seja impossível deixar de lado o dinheiro que não sobra, o cabelo que você não gosta e os amigos que parecem ter nascido sabendo o que fazer. Eu sei que tá difícil economizar, que você não se acha tão bonita assim e que ainda não sabe direito o que vai fazer do seu futuro. Mas calma, cê não é a única.


Eu sei que em muitos dias, tudo o que queremos fazer é deitar o dia inteiro e esquecer. Esquecer de todo o resto, de tudo que tá errado e de tudo que não dá certo. É difícil pra caramba aceitar que nem tudo vai acontecer do jeitinho que a gente quer, na verdade nada ocorre como o planejado. Mas essa é justamente a graça da vida: te surpreender, mesmo que de uma forma ruim. O que te fere hoje, vai ser o que vai te fazer mais forte amanhã.


Decidir o que fazer na faculdade não é algo simples. Imagina, com 18 anos ter que saber qual facul você quer cursar e o que quer fazer pro resto da sua vida? Ainda temos muitos anos pela frente, muitas histórias pra contar. Essa vai ser só mais uma delas, sabe? Eu sei que é difícil ser confiante quando você não sabe se quer Direito, Relações Públicas ou Medicina Veterinária. Eu sei que é difícil se permanecer intacta quando parece que todos os caras são babacas – eu juro, nem todos são. A vida não é fácil. Mas você não precisa pensar que ela é tão difícil assim.


Até as mulheres que você considera lindas, já se acharam feias em algum momento. Odiaram as espinhas ou o cabelo que não conseguiam ajeitar. Até os mais decididos hoje já tiveram medo de escolher entre dois caminhos totalmente opostos em algum momento. Até os bem-sucedidos já tiveram pouco. Todo mundo teve de partir de algum ponto para chegar aonde chegaram.


Ninguém precisa – ou ao menos, não deveria – precisar de um namorado para ser feliz. Você deve ser completa sozinha. Como quer que alguém te ame se você mesma não consegue se amar? Seja sua companhia. O que vier, é lucro. Esqueça aquele papo de que para ter uma vida completa, você precisa casar e ter filhos. Se seus planos são diferentes, corra atrás para alcançá-los. Esqueça o que o resto do mundo espera que você faça.


Crescer não é fácil. A vida substitui os hematomas no joelho pelos machucados no coração. Somos preenchidos por dúvidas, medos, incertezas. Esquecemos o quanto é bom aproveitar os pequenos prazeres da vida, como tomar um sorvete em um dia de sol ou brincar com o nosso bichinho de estimação.


Arrume-se, sinta-se linda. Coloca a sua melhor roupa, sua música favorita e esqueça dos problemas: todos nós temos alguns. Todos temos nossas inseguranças, nossos desafios. Não podemos escapar deles, a melhor maneira é enfrentá-los e provar o quanto somos capazes. Porque sim, você é capaz. Basta acreditar que tudo o que passamos é momentâneo, e se fomos colocados a frente de algo, é porque podemos superar.

Lembre-se: a felicidade não está em ter o maior cargo na empresa, um namorado pra chamar de seu ou estadias em hotéis caríssimos. A felicidade está em saber que você precisa começar do primeiro degrau para chegar no topo. E que tudo isso só depende de você.

Fonte: http://www.letrasnagaveta.com/2017/03/um-texto-sobre-autoconfianca.html

Imagem: Google

O trem da vida

Viver é um desafio diário. A vida não nos dá trégua, não importa o momento pelo qual estamos passando, o mundo não vai parar para esperar que nós recuperemos o fôlego. 

O trem continua andando e nós não podemos ficar para trás, ainda que em muitos momentos apenas tenhamos a vontade de contemplar a paisagem e deixar o trem partir por entre as montanhas.

É verdade que em alguns momentos precisamos recuar. Andar mais devagar, mas se paramos somos atropelados. O mundo exige de nós que sejamos fortes, mas isso não significa ser duros, nem com a gente e nem com os outros. É preciso encontrar um meio termo, nem muito ao céu e nem muito à terra. 

A nossa saída, em muitos momentos, é aprender a ouvir o nosso coração. É ele que dá a nós o ritmo da vida. Em alguns momentos é preciso fazer silêncio para saber que passo dar, em qual estação do trem descer e como continuar a viagem.

Não pare agora!

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C ❤

 

 

VOCÊ TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE:

Mulheres de verdade

Encontre seu propósito de vida

(Re) Começar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.mundodasmensagens.com/mensagem/o-trem-da-vida.html

Imagem: Google

Esse cara, não seja esse cara!

Ser humilde não significa se depreciar. Ser humilde significa reconhecer as próprias virtudes e os próprios defeitos. Mais do que isso: é reconhecer o brilho alheio. É entender que por mais brilhantes que sejamos, as outras pessoas também brilham, também realizam, também fazem coisas importantes.

Valorizar as próprias conquistas , sentir-se feliz por ter construído uma boa carreira , uma boa vida social é um direito de cada um de nós. O problema é não conseguir aceitar que as outras pessoas também realizaram coisas importantes , que as outras pessoas também superaram dificuldades, que também se aprimoraram em algum sentido.

Todo aquele que fica jogando purpurina em cima de si o tempo todo como se fosse melhor do que as outras pessoas acaba virando uma companhia chata. Admitir determinadas virtudes em contextos específicos , ok. Às vezes , faz sentido ressaltarmos alguma qualidade positiva. Mas quem tem a mania constante de se auto elogiar e ignorar o que os outros fazem de bom, vai repelindo as pessoas, sem muitas vezes se dar conta.

Cada pessoa valoriza mais algum setor da vida. Algumas pessoas investem mais na carreira. Outras , na vida familiar. Existem ainda aqueles que querem amor acima de tudo. Existem também os que preferem passar por experiências, estudar , viajar , se conhecer melhor , ter tempo livre.

Quando investimos naquilo que valorizamos e obtemos bons resultados , temos a tendência de achar que as conquistas realizadas pelas outras pessoas , em outros setores da vida , são menos importantes do que as nossas. Se alguém luta para ter filhos e consegue, acho que pessoas sem filhos são infelizes. Mas de repente , para estas outras pessoas ter filhos não era o primordial.


Algumas pessoas tem um olhar mais romântico sobre o casamento. Outras , mais racional. Existem aqueles que não acreditam em nenhum tipo de casamento. Enfim, julgar o sucesso e a felicidade do outro por meio dos nossos valores e prioridades pode ser bem limitador.

O brilho das coisas não está realmente nas coisas em si, mas no valor que atribuímos a elas. Somos nós que significamos as pessoas , os objetos , as relações , os lugares , as profissões. O que é liberdade para uns, é solidão para outros. O que para uns é um relacionamento afetuoso, para outros é um relacionamento sufocante. O que pode ser um trabalho instigante para alguns , pode ser muito estressante para outros. O que pode ser considerado tranquilo para algumas pessoas , pode ser visto como tedioso por outros.

Enfim, é a própria pessoa que pode definir se tem uma vida de conquistas , se tem uma vida feliz. E faz parte da dinâmica emocional de qualquer pessoa , independente dos seus valores e prioridades , aceitar o brilho alheio, se comprazer com aquilo que o outro realizou e o faz feliz. Desmerecer uma conquista alheia , diminuindo o mérito do outro , por falta de alteridade ou por inveja mesmo, apequenas todas as outras realizações maravilhosas que a pessoa fez.

O que devemos ter em mente é que cada um é livre para fazer suas próprias escolhas, decidir o que é bom ou não para si mesmo. Quando perguntam para mim e meu esposo se queremos ter filhos e respondemos que não está nos nossos planos, nos olham como se fossemos as piores pessoas do mundo, como se estivéssemos cometendo um crime… Mas a decisão é nossa, e para nós isso não é nenhum pecado!

Entende o que quero dizer? Só porque alguém tem uma opinião diferente da sua sobre determinado assunto não significa que você está certo e a pessoa está errada (e vice-versa), significa que vocês são pessoas diferentes que pensam de maneira diferente!

É difícil entender isso e respeitar a decisão do outro?

Por muuuuito tempo fui a pessoa que carregava a “verdade absoluta”, mas graças a Deus me dei conta de que não sou ninguém para julgar absolutamente ninguém.

Olhe para si mesmo e seja sincero, que tipo de pessoa você tem sido?

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://obviousmag.org/cinema_pensante/2016/07/reconhecer-o-brilho-alheio-e-uma-forma-muito-especial-de-brilhar.html

Imagem: Google