Esse cara, não seja esse cara!

Ser humilde não significa se depreciar. Ser humilde significa reconhecer as próprias virtudes e os próprios defeitos. Mais do que isso: é reconhecer o brilho alheio. É entender que por mais brilhantes que sejamos, as outras pessoas também brilham, também realizam, também fazem coisas importantes.

Valorizar as próprias conquistas , sentir-se feliz por ter construído uma boa carreira , uma boa vida social é um direito de cada um de nós. O problema é não conseguir aceitar que as outras pessoas também realizaram coisas importantes , que as outras pessoas também superaram dificuldades, que também se aprimoraram em algum sentido.

Todo aquele que fica jogando purpurina em cima de si o tempo todo como se fosse melhor do que as outras pessoas acaba virando uma companhia chata. Admitir determinadas virtudes em contextos específicos , ok. Às vezes , faz sentido ressaltarmos alguma qualidade positiva. Mas quem tem a mania constante de se auto elogiar e ignorar o que os outros fazem de bom, vai repelindo as pessoas, sem muitas vezes se dar conta.

Cada pessoa valoriza mais algum setor da vida. Algumas pessoas investem mais na carreira. Outras , na vida familiar. Existem ainda aqueles que querem amor acima de tudo. Existem também os que preferem passar por experiências, estudar , viajar , se conhecer melhor , ter tempo livre.

Quando investimos naquilo que valorizamos e obtemos bons resultados , temos a tendência de achar que as conquistas realizadas pelas outras pessoas , em outros setores da vida , são menos importantes do que as nossas. Se alguém luta para ter filhos e consegue, acho que pessoas sem filhos são infelizes. Mas de repente , para estas outras pessoas ter filhos não era o primordial.


Algumas pessoas tem um olhar mais romântico sobre o casamento. Outras , mais racional. Existem aqueles que não acreditam em nenhum tipo de casamento. Enfim, julgar o sucesso e a felicidade do outro por meio dos nossos valores e prioridades pode ser bem limitador.

O brilho das coisas não está realmente nas coisas em si, mas no valor que atribuímos a elas. Somos nós que significamos as pessoas , os objetos , as relações , os lugares , as profissões. O que é liberdade para uns, é solidão para outros. O que para uns é um relacionamento afetuoso, para outros é um relacionamento sufocante. O que pode ser um trabalho instigante para alguns , pode ser muito estressante para outros. O que pode ser considerado tranquilo para algumas pessoas , pode ser visto como tedioso por outros.

Enfim, é a própria pessoa que pode definir se tem uma vida de conquistas , se tem uma vida feliz. E faz parte da dinâmica emocional de qualquer pessoa , independente dos seus valores e prioridades , aceitar o brilho alheio, se comprazer com aquilo que o outro realizou e o faz feliz. Desmerecer uma conquista alheia , diminuindo o mérito do outro , por falta de alteridade ou por inveja mesmo, apequenas todas as outras realizações maravilhosas que a pessoa fez.

O que devemos ter em mente é que cada um é livre para fazer suas próprias escolhas, decidir o que é bom ou não para si mesmo. Quando perguntam para mim e meu esposo se queremos ter filhos e respondemos que não está nos nossos planos, nos olham como se fossemos as piores pessoas do mundo, como se estivéssemos cometendo um crime… Mas a decisão é nossa, e para nós isso não é nenhum pecado!

Entende o que quero dizer? Só porque alguém tem uma opinião diferente da sua sobre determinado assunto não significa que você está certo e a pessoa está errada (e vice-versa), significa que vocês são pessoas diferentes que pensam de maneira diferente!

É difícil entender isso e respeitar a decisão do outro?

Por muuuuito tempo fui a pessoa que carregava a “verdade absoluta”, mas graças a Deus me dei conta de que não sou ninguém para julgar absolutamente ninguém.

Olhe para si mesmo e seja sincero, que tipo de pessoa você tem sido?

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://obviousmag.org/cinema_pensante/2016/07/reconhecer-o-brilho-alheio-e-uma-forma-muito-especial-de-brilhar.html

Imagem: Google

Acredite em você!

Com estas palavras, eu espero lhe proporcionar um pouco de conforto e dar a força necessária para que enfrente este difícil momento. Foque seu pensamento em coisas positivas e esqueça as ruins. Bloqueie todo pensamento negativo e derrotista. A superação começa na nossa mente!

É importante que confie e acredite em você mesmo e no seu triunfo. Tenha fé e esperança, e lute com todas as suas forças pela superação. Com determinação tudo se consegue, e quando se plantam coisas boas, logo logo se colhem coisas melhores.

Eu acredito em você, acredite você também!

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.mundodasmensagens.com/mensagem/reflexao-eu-acredito-em-voce.html

Imagem: Google

Supere suas Barreiras

Para realizar nossas metas precisamos vencer vários tipos de obstáculos que a vida nos impõe. Barreiras como falta de dinheiro, falta de tempo, excesso de estresse, entre outras dificuldades que põem à prova a nossa força de vontade e nos fazem dar ainda mais valor às nossas conquistas.

Dificilmente algo que não demandou suor e empenho gerará prazer igual à conquista de algo que nos deixou diversas noites sem dormir.

Portanto, busque ver nas barreiras impostas pela vida algo que lhe fortalecerá e transformará a realização de seus sonhos em algo ainda mais especial. Olhar para trás e enxergar um trajetória aberta em meio às dificuldades faz da sua conquista

algo admirável e prazeroso.

Os medíocres, aqueles que fazem apenas o que é comum e corriqueiro, têm imensa dificuldade em enxergar que por trás de toda dificuldade há uma oportunidade única.

Portanto, encare as barreiras da vida com bom ânimo e determinação. São elas que fazem com que objetivos maiores sejam alcançados apenas por aqueles que têm disposição e energia para enfrentar o caminho das pedras. São elas que fazem aflorar os verdadeiros campeões.

Tenha confiança e siga em frente. Faça valer a sua determinação, acima de todos os medos e dúvidas que tentam assombrá-lo.

Roberto Shinyashiki

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.refletirpararefletir.com.br/textos-de-motivacao

Imagem: Google

Tire um Tempo para si

Estar com pessoas é enriquecedor. Trocamos experiências, aprendemos novas coisas, falamos besteiras, nos divertimos, trocamos ombros e carinhos quando precisamos. Mas ficar só, às vezes é necessário. Não só de companhia vivemos, mas de momentos de solitude também. Digo solitude, não solidão. Solidão é um estado em que sentimos um grande vazio, nesse estado há dor, angústia, sofrimento, é um estado negativo. Já solitude é um estado voluntário de querer ficar só e sentir-se em paz consigo mesmo ao estar só – é um estado positivo. E é desse estado que falo. Esse sentir-se bem por estar com sua própria companhia.

Durante todo o dia nos relacionamos com inúmeras pessoas, e se formos considerar um período de tempo maior, ou seja, durante uma semana, esse número só tende a aumentar. E aí nessa soma juntam-se o estresse, o cansaço, a irritação, a falta de paciência, a ansiedade, enfim, uma caçamba enorme de sentimentos pesados. Chega uma hora que o que mais queremos e precisamos é ficar só, num lugar sem interferências externas, apenas você e seu eu interior. É necessário um tempo de solitude, de ficar em casa curtindo aquela música favorita, cozinhando para si, lendo, dançando pela sala, olhando-se no espelho ou de ir para algum lugar que curta muito, pode ser numa trilha, na beira mar ou no pátio de casa.

O importante é estar num lugar em que se sinta bem por estar ali. Viver esses momentos de solitude são ótimos para nos conhecermos melhor. Nos conhecemos mais quando não estamos com outras pessoas, descobrimos qualidade e defeitos; percebemos como agimos a certas situações; conseguimos reorganizar nossas ideias; aproveitamos por completo de momentos, seja uma trilha, uma música ou mesmo as ondas chegando próximas aos seus pés descalços na areia. Entenda, não estou querendo dizer que quando estamos com amigos não aproveitamos esses momentos e que a vida com eles não é vivida por inteiro. Apenas estou dizendo que tirar um tempo para si é importante.

Pessoas que conseguem ficar a sós e mesmo assim serem felizes e sentirem-se em paz consigo são admiráveis. Elas irão aproveitar cada momento quando estiverem com você, mas também vão querer passar um momento a sós e, não entenda isso como se ela não gostasse da sua companhia, mas é que ela precisa ficar consigo também. E ela tem inúmeras coisas a fazer quando está só, ela sente necessidade de não estar com pessoas, para poder aproveitar a si mesma. E se você, por algum acaso, não der essa liberdade a ela, prepare-se para perder sua amizade, pois ela se sentirá sufocada.

E se você quiser testar como é ficar a só, permita-se ir ao cinema, andar pela beira mar, passar a tarde em seu quarto vendo séries, cozinhar para si, observar o pôr do sol, mas tudo isso sem ninguém para lhe fazer companhia.

Depois me diga como se sentiu ao fazer essas coisas só, aproveitando da solitude.

Por Charlene Peruche

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://eoh.com.br/tire-um-tempo-para-si-mesmo/

Imagem: Google