Esse cara, não seja esse cara!

Ser humilde não significa se depreciar. Ser humilde significa reconhecer as próprias virtudes e os próprios defeitos. Mais do que isso: é reconhecer o brilho alheio. É entender que por mais brilhantes que sejamos, as outras pessoas também brilham, também realizam, também fazem coisas importantes.

Valorizar as próprias conquistas , sentir-se feliz por ter construído uma boa carreira , uma boa vida social é um direito de cada um de nós. O problema é não conseguir aceitar que as outras pessoas também realizaram coisas importantes , que as outras pessoas também superaram dificuldades, que também se aprimoraram em algum sentido.

Todo aquele que fica jogando purpurina em cima de si o tempo todo como se fosse melhor do que as outras pessoas acaba virando uma companhia chata. Admitir determinadas virtudes em contextos específicos , ok. Às vezes , faz sentido ressaltarmos alguma qualidade positiva. Mas quem tem a mania constante de se auto elogiar e ignorar o que os outros fazem de bom, vai repelindo as pessoas, sem muitas vezes se dar conta.

Cada pessoa valoriza mais algum setor da vida. Algumas pessoas investem mais na carreira. Outras , na vida familiar. Existem ainda aqueles que querem amor acima de tudo. Existem também os que preferem passar por experiências, estudar , viajar , se conhecer melhor , ter tempo livre.

Quando investimos naquilo que valorizamos e obtemos bons resultados , temos a tendência de achar que as conquistas realizadas pelas outras pessoas , em outros setores da vida , são menos importantes do que as nossas. Se alguém luta para ter filhos e consegue, acho que pessoas sem filhos são infelizes. Mas de repente , para estas outras pessoas ter filhos não era o primordial.


Algumas pessoas tem um olhar mais romântico sobre o casamento. Outras , mais racional. Existem aqueles que não acreditam em nenhum tipo de casamento. Enfim, julgar o sucesso e a felicidade do outro por meio dos nossos valores e prioridades pode ser bem limitador.

O brilho das coisas não está realmente nas coisas em si, mas no valor que atribuímos a elas. Somos nós que significamos as pessoas , os objetos , as relações , os lugares , as profissões. O que é liberdade para uns, é solidão para outros. O que para uns é um relacionamento afetuoso, para outros é um relacionamento sufocante. O que pode ser um trabalho instigante para alguns , pode ser muito estressante para outros. O que pode ser considerado tranquilo para algumas pessoas , pode ser visto como tedioso por outros.

Enfim, é a própria pessoa que pode definir se tem uma vida de conquistas , se tem uma vida feliz. E faz parte da dinâmica emocional de qualquer pessoa , independente dos seus valores e prioridades , aceitar o brilho alheio, se comprazer com aquilo que o outro realizou e o faz feliz. Desmerecer uma conquista alheia , diminuindo o mérito do outro , por falta de alteridade ou por inveja mesmo, apequenas todas as outras realizações maravilhosas que a pessoa fez.

O que devemos ter em mente é que cada um é livre para fazer suas próprias escolhas, decidir o que é bom ou não para si mesmo. Quando perguntam para mim e meu esposo se queremos ter filhos e respondemos que não está nos nossos planos, nos olham como se fossemos as piores pessoas do mundo, como se estivéssemos cometendo um crime… Mas a decisão é nossa, e para nós isso não é nenhum pecado!

Entende o que quero dizer? Só porque alguém tem uma opinião diferente da sua sobre determinado assunto não significa que você está certo e a pessoa está errada (e vice-versa), significa que vocês são pessoas diferentes que pensam de maneira diferente!

É difícil entender isso e respeitar a decisão do outro?

Por muuuuito tempo fui a pessoa que carregava a “verdade absoluta”, mas graças a Deus me dei conta de que não sou ninguém para julgar absolutamente ninguém.

Olhe para si mesmo e seja sincero, que tipo de pessoa você tem sido?

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://obviousmag.org/cinema_pensante/2016/07/reconhecer-o-brilho-alheio-e-uma-forma-muito-especial-de-brilhar.html

Imagem: Google

Tenha um Hobby

Hobby é uma palavra inglesa frequentemente usada na língua portuguesa e significa passatempo, ou seja, uma atividade que é praticada por prazer nos tempos livres.

Um hobby não é uma ocupação a tempo inteiro, e tem como objetivo o relaxamento do praticante.

Normalmente, a prática de um hobby não implica vantagem financeira para a pessoa em questão. Apesar disso, ele pode se transformar em uma tarefa que resulta em benefício financeiro para o praticante. 

Esta atividade, que tem como objetivo o alívio do stress, pode ser física, prática ou mais intelectual. 

 

 

Tanto os médicos quanto os psicólogos e, em geral, todos os profissionais de saúde, concordam que ter um hobby aumenta a qualidade de vida. É um fator que equilibra e ajuda a preservar a saúde física e emocional. Entre os principais benefícios de ter um hobby estão os seguintes:

  • Permitem desenvolver as habilidades e os talentos naturais, além de conhecer novos potenciais
  • Contribuem para “nos desconectarmos” da rotina diáriae de outras atividades que podem ser estressantes
  • São um excelente antídoto contra a depressão, a ansiedade e o nervosismo em geral. Ajudam a alcançar um estado de ânimo mais sereno.
  • Aumentam o desenvolvimento da criatividade e da capacidade de ter disciplina
  • Permitem ampliar a vida social
  • Aumentam a motivação para enfrentar os problemas da vida
  • Fortalecem a autoestima e, assim, facilitam a definição de novas metas e a melhoria contínua
  • Contribuem para estabelecer uma margem de independência da família e do casal
  • Nos ajudam a aproveitar mais desses momentos de solidão, na companhia de nós mesmos
  • Libertam-nos das obsessões geradas a partir do trabalho, das dívidas, dos problemas do relacionamento, etc.

 

A coisa mais importante é que um hobby nos ajuda a se estabelecer nas áreas mais genuínas de nós mesmos. Ali realmente somos nós, porque não temos a pressão de um resultado, nem queremos nos mostrar ou provar alguma coisa para alguém.

 

 

Meus hobbies são desenhar, pintar, escrever, ler… amo tudo isso e quando estou fazendo alguma dessas atividades me sinto mais calma e conectada comigo mesma.

Descubra as coisas que você mais gosta e faça, são inúmeras opções! É muito importante tirarmos um tempo para nós mesmos!

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.significados.com.br/hobby/

https://amenteemaravilhosa.com.br/ter-um-hobby-e-ter-um-tesouro/

Imagens: Google

Minhas Pequenas Alegrias

Tem uma música da Marcela Taís que gosto muito, ela diz: “Se a gente juntasse as pequenas alegrias seríamos felizes todos os dias.”

E não é que é verdade?!

Passamos tanto tempo reclamando e preocupados que os momentos bons de nossos dias acabam passando despercebidos. Mas se no fim do dia parássemos para colocar na balança as coisas boas e ruins que aconteceram, com certeza terão coisas boas. Pode até ter dado tudo errado, mas alguma coisa de bom aconteceu sim!

Parei para olhar dentro de mim para saber quais eram minhas ‘pequenas alegrias’, fiz uma listinha. Bora ver!

 

Minhas pequenas alegrias

  • Amar e ser amada
  • Tomar sorvete
  • Estourar plástico bolha
  • Achar sorvete onde imaginava encontrar feijão
  • Ronronar do gatinho
  • Olhar as flores na primavera
  • Achar dinheiro no bolso
  • Lembrar a letra de uma canção que você ouviu em 2004
  • Almoçar com a família
  • Comer coxinha
  • Comer chocolate
  • Ouvir o canto dos pássaros
  • Comer uma fruta direto do pé
  • Tirar os sapatos apertados
  • Chegar cansado e ir diretamente para a cama
  • Um abraço inesperado
  • Fazer um show particular quando se está sozinho em casa
  • Quando a sua música favorita toca na festa
  • Coçar as costas
  • Fazer exercício físico
  • Desenhar
  • Tomar sol
  • Comer uma comida diferente
  • Viajar
  • Saber que tenho um lar
  • Brincar com todos os animais que encontro pelo caminho
  • Rir á toa
  • Cantar no chuveiro
  • Cuidar de mim
  • Cheirinho de roupa limpa
  • Saber que fiz um bom trabalho
  • Ajudar quem precisa
  • Entender uma música em inglês
  • Ter esperança
  • Lamber a colher do bolo
  • Ouvir que emagreci
  • Fazer aquela make bapho
  • Fazer alguém sorrir
  • Comemorar as conquistas do outro
  • Comer pipoca assistindo filme
  • Dormir com os meu amores (marido e gato)
  • Ir visitar os pais e irmã
  • Ver o mar
  • Postar no blog
  • Ter uma boa noite de sono

Essas são só algumas das coisas que me fazem feliz. E você, o que te faz feliz?

Faça uma listinha também e conta pra mim!

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: Google

 

Acredite em você!

Com estas palavras, eu espero lhe proporcionar um pouco de conforto e dar a força necessária para que enfrente este difícil momento. Foque seu pensamento em coisas positivas e esqueça as ruins. Bloqueie todo pensamento negativo e derrotista. A superação começa na nossa mente!

É importante que confie e acredite em você mesmo e no seu triunfo. Tenha fé e esperança, e lute com todas as suas forças pela superação. Com determinação tudo se consegue, e quando se plantam coisas boas, logo logo se colhem coisas melhores.

Eu acredito em você, acredite você também!

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.mundodasmensagens.com/mensagem/reflexao-eu-acredito-em-voce.html

Imagem: Google