Jejum Intermitente, o que é?

Você já ouviu falar em jejum intermitente?

Jejum intermitente um método de emagrecimento que visa intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação. O objetivo é fazer com que o corpo utilize os estoques de gordura e com isso haja uma perda de massa gorda.

Apesar de não ser uma ideia recente (o jejum era muito comum na época paleolítica, em que o ser humano vivia de caça e não tinha acesso a alimentos o tempo todo), jejuar para perder peso começou a fazer sucesso apenas em 2013, após o médico inglês Michael Mosley lançar o livro “A Dieta dos 2 Dias”. Desde então o jejum intermitente se popularizou. Mas será que é uma boa dieta?

A rotina de alguém que quer seguir uma dieta saudável, balanceada e trabalha, por exemplo. É aquela dor de cabeça, na noite anterior prepara-se marmitinhas para o dia todo. Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, café da tarde, jantar, ceia, e olhe lá se não tiver mais alguma refeição. O Jejum Intermitente promete mudar esse problema, pois consiste em fazer refeições mais balanceadas, menos vezes por dia.

Normalmente tem duração de 8, 10, 16 ou 24 horas por dia. No 16 por 8, por exemplo, o indivíduo fica 16 horas de jejum seguidas e tem 8 horas de alimentação liberada. Nesse formato, a última refeição do dia é às 21h, aproveita as horas do sono e, então, a próxima refeição vai ser só às 13h do dia seguinte.

Durante o período de jejum você só pode ingerir líquidos: água, leite, chá e café, mas sem açúcar nenhum!

Nas 8 horas em que passa comendo é ideal seguir uma dieta balanceada e abrir mão o máximo possível dos carboidratos ruins, mantendo somente carboidratos bons.

É bom lembrar também, que esse tipo de dieta só tem efeitos positivos se os alimentos consumidos durante as “janelas de alimentação” tiverem alto valor nutricional. Os nutricionistas também apontam para a inclusão de gorduras essenciais (peixes, nozes e sementes), fontes magras de proteína, grãos inteiros, carboidratos, e abundância de frutas e vegetais, para o corpo obter quantidades necessárias de fibra dietética, vitaminas e minerais.

Ok, você deve estar perguntando se o jejum intermitente realmente emagrece…

Um estudo gigante publicado em 2017 no periódico Journal of the International Society of Sports Nutrition sugere que o jejum intermitente é igualmente eficaz para a perda de peso como a restrição diária de calorias (a tradicional dieta), principalmente entre aqueles com excesso de peso e obesidade. Os resultados variam, no entanto, dependendo das circunstâncias individuais e da quantidade de peso que o indivíduo deseja ou precisa perder. Isso ocorre porque o jejum intermitente não é uma “dieta”, mas sim um programa de alimentação, que demanda adaptações alimentares a longo prazo.

Há relatos de pessoas que conseguiram eliminar mais de 30kg apenas fazendo o jejum.

*Mas o jejum intermitente não serve para todo mundo, se você tem diabetes, é gestante ou está amamentando, ou tem problemas renais, você não deve fazer esse tipo de dieta.

Eu estou fazendo o jejum a menos de uma semana e já estou vendo os resultados. Não estou sentindo fome e nem fraqueza, para mim está funcionando!

Você pratica o jejum intermitente? Conta pra mim!!!!

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

Fonte: https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/22625-jejum-intermitente

https://vivabem.uol.com.br/alimentacao/dieta/jejum-intermitente.htm

Imagem: Google

Como consegui emagrecer 7kg

Oi gente!

Quem acompanha o blog sabe que estou na labuta para tentar emagrecer desde Janeiro.

Nós estamos na metade do ano, então decidi vir contar para vocês os meus resultados e o que tenho feito para emagrecer. No começo desse ano falei para mim mesma que dessa vez não teria desculpa, eu iria sim emagrecer! Eu engordei bastante depois que casei, e nesses 3 anos de casada eu até começava a fazer dieta e exercícios, mas parava no meio do caminho.

Eu era daquelas que tinha que ser tudo beeem radical, não comer mais absolutamente NADA que fosse fora da dieta. O que acontecia? Eu não aguentava,né?!

Comecei a perceber que sendo radical assim eu não chegaria a lugar algum, e em Janeiro decidi fazer da forma certa. Optei pela Reeducação Alimentar.

A Reeducação Alimentar é o processo de reavaliar os hábitos e comportamentos diante da comida. Diferente das dietas radicais, que demonizam alimentos ou grupos alimentares (gordura, carboidrato, etc.), a reeducação alimentar é baseada em uma melhora da relação com a comida.  Algumas pessoas nem querem saber  o que é reeducação alimentar, justamente porque acreditam que terão que passar por grandes privações para chegar ao peso desejado. Mas na verdade, a reeducação alimentar, pode ser a melhor estratégia para chegar a um peso saudável. Porque mudar hábitos é algo que se leva para a vida toda. Já os métodos mais restritivos geram muito sofrimento e são muito difíceis de serem sustentados no longo prazo.

Então com esse mentalidade de rever a relação que eu tinha com a comida percebi que não precisava me privar das comidas gostosas, mas sim aprender a me alimentar na hora certa, na quantidade certa e escolher melhor os alimentos.

Eu como doce, eu como fritura, eu como lanche, eu como lasanha…sim!!! Mas também como muito legume, verdura, frutas…

As “porcarias” como uma vez por semana (antes era praticamente todo dia).

Não passo vontade, mas como pouco, na quantidade que meu cérebro entende que é suficiente. Como consegui isso? Desde Janeiro estou almoçando num pratinho de sobremesa, me adaptei a ficar satisfeita com aquela quantia de comida.

Nas primeiras semanas foi difícil, pois sentia como se tivesse um buraco no estômago, mas agora essa quantia de comida é mais que suficiente para mim.

Eu comia de 4 a 5 fatias de pizza, depois que passei a me basear no prato de sobremesa, o máximo que consigo comer são 2 fatias de pizza (a segunda fatia é de teimosa, porque quase não cabe!). Olha que diferença!!

É uma coisa boba, trocar o tamanho do prato, mas se funcionou para mim com certeza funcionará para você.

Não foi só isso que me ajudou a emagrecer, eu também corria 4 vezes por semana. Agora voltei para a academia, vai fazer 2 meses semana que vem.

Alimentação boa e exercício é o segredo para emagrecer bem e com saúde.

Consigo notar a diferença nas fotos, meu rosto está bem mais fino e as roubas também ficam melhores em mim. Todo mundo que me conhece fala que emagreci. 7kg a menos! Ainda faltam uns quilinhos, mas eu chego lá!

Se você está seguindo essas dietas malucas pare agora! Faça uma reeducação alimentar, seus resultados vão ser bem melhores e duradouros. #ficaadica

Obs: procure sempre a ajuda de um profissional!

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.sophiederam.com/br/blog/comportamento-alimentar/o-que-e-reeducacao-alimentar/

 

 

 

Café Marita 3.0 – Testei

Quem lembra do post em que eu falei que tinha começado a tomar o Café Marita? AQUI

Pois bem, vim contar como foi minha experiência! 🙂

Confesso que estava ansiosa com os resultados do café, já que existe uma propaganda enooorme em volta dele, e queria saber se era tudo isso mesmo.

Moro numa cidade muito pequena e achei que não teria revendedor aqui, mas tem! Ponto positivo pra eles. 

Ter um vendedor disponível e que tenha o produto á pronta entrega é algo que prezo muito, em qualquer marca que seja (odeio ter que ficar esperando a encomenda chegar).

Outra coisa que gostei muito, foi que a vendedora não me entregou o produto simplesmente. Ela chegou em casa com uma balança, folhetos explicativos e uma prancheta para pegar todos os meus dados em mãos. Não sei se essa é uma exigência da marca mas, ponto positivo novamente!

Quando vi a lata de café pessoalmente me frustrei um pouco, vem apenas 100g, é muuuito pequena! (pô Café Marita, coloca mais umas 200g aí e pelo mesmo valor, a gente agradece!). 

Preparei meu café como indicado na embalagem (prepare uma colher de café para 250 ml de água quente, adoce de preferência com adoçante ou stévia), e dei o primeiro gole…

Gente, não tem gosto de café. Na verdade tem gosto de chafé, aquele café aguado, sabe?  Acho que poderiam melhorar o sabor. Não é gostoso mas é bebível.

A vendedora me disse que o Café Marita 3.0 ia regular o intestino e auxiliar na eliminação de líquidos e gases, além de diminuir a fome (faz parte do processo de desintoxicação) e realmente foi isso mesmo!

Sempre tive o intestino preso e me sentia inchada por causa disso, o café regulou meu intestino de verdade, e olha que já tomei até remédio e nada adiantava. Super ponto positivo!

A minha lata durou 15 dias, mas eu e meu marido tomamos juntos. Se só eu tivesse tomado o café, a lata teria durado 30 dias com certeza.

Em 15 dias tomando o Café Marita consegui eliminar 2 kg. Pra mim foi um resultado bom. Passei de 56 kg para 54 kg. 😉

Essa semana comecei a tomar o Café Verde Marita, que é o segundo passo após a desintoxicação e que promete queimar bem mais gordura que o 3.0. Vamos ver, depois eu volto para falar sobre o Café Verde.

Resumindo: o Café Marita 3.0 funciona sim, fez o que prometeu que faria. Queimou gordura e auxiliou no bem-estar e saúde. Está aprovado!

Lembrando que: cada pessoa tem um metabolismo diferente, os resultados variam sim, para uns pode funcionar mais do que para outros. O que contei foi sobre MINHA experiência com Café Marita.

 

 

 

 

Você também toma o Café Marita? Quais foram seus resultados? Conta pra mim! 😀

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C ❤

 

 

 

Imagens: Google