Velas Perfumadas

Entrar numa casa perfumada é sempre agradável. É cada vez mais comum aromatizar os ambientes, principalmente hoje, quando o mercado oferece vários produtos além do popular incenso.

Uma opção bem charmosa e eficiente são as velas perfumadas. Eu particularmente amoooo velas perfumadas e coloco por todo o canto da casa!

Que tal aprender quais são as melhores opções de aroma para cada cômodo?

Bora ver:

 

Serenidade no quarto

A lavanda é o aroma mais indicado para esse espaço da casa, já que traz tranquilidade. Antes de dormir, acenda uma vela de lavanda e deixe-a no criado mudo. Vale também aromatizar a roupa de cama com a água perfumada da planta, borrifando um pouco sobre lençóis e travesseiros. Outra alternativa é pingar cinco gotas de essência de lavanda no difusor, ligando-o cerca de duas horas antes de ir deitar e desligando-o quando for para o quarto. Para uma noite romântica a mistura do afrodisíaco patchuli com gerânio e limão-taiti é perfeito.

 

Essências recomendadas para o quarto:

Lavanda: analgésico, relaxante, antidepressivo e sedativo

Patchuli: afrodisíaco

Gerânio: calmante, sedativo e antidepressivo

Sândalo: afrodisíaco

Cedro: relaxante e sedativo

Ilangue-ilangue: afrodisíaco e antidepressivo

 

 

Banheiro refrescante

Para evocar uma atmosfera de limpeza nesse ambiente, vale usar aromas cítricos e de ervas, como tangerina e alecrim. Quando há muitos convidados na casa, deixe um difusor ou uma vela aromatizados no lavabo. Há outras alternativas, como o pot-pourri de flores. Cem gotas de essência garantem perfume por cerca de 15 dias.

 

Essências recomendadas para o banheiro:

Hortelã: estimulante e revigorante

Eucalipto: estimulante e refrescante

Pinho: estimulante

Pitanga: calmante infantil

Maracujá: calmante

 

 

Cozinha dos cítricos

 Para tirar na hora o cheiro de gordura e alimentos, abuse das águas perfumadas. Velas perfumadas são uma boa escolha, mas evite aromas muito fortes ou adocicados, pois elas intensificam o perfume. Pode-se usar também essências para preparar uma mistura de limpeza de piso para cozinha e outros ambientes da casa. A cozinha pede cheiros cítricos.

 

Essências recomendadas para a cozinha: Alecrim: energizante

Manjericão: sedativo

Lemongrass: calmante e sedativo

Laranja: calmante

Hortelã: estimulante e revigorante

 

 

Muitas opções para a sala

Se a intenção é manter a sala sempre com o mesmo perfume, as varetas são uma boa alternativa, pois espalham o aroma enquanto houver líquido no vidro. Os incensos, por sua vez, aromatizam apenas enquanto estão acesos. Também existem incensos sem varetas, em forma de palito, cone ou tablete. Os difusores (por velas ou elétricos) espalham perfume em uma área média de 30 m². Se a sala for maior, serão necessários dois aparelhos, um em cada extremidade.

 

Essências recomendadas para a sala:

Tangerina: relaxante

Gerânio: calmante, sedativo e antidepressivo

Lemongrass: calmante

Lima: energizante e revitalizante

Grapefruit: restaurador

 

 

Aprenda a fazer sua própria vela aromática 

Você vai precisar de:

  • Cera ou parafina refinada, a quantidade depende de quantas velas você desejar fazer ou do seu volume
  • Essências: Você pode escolher a que mais gostar ou necessitar, conforme as indicações dadas acima. A maioria delas são relaxantes e fáceis de conseguir em qualquer loja natural
  • Um molde
  • Panela para derreter a parafina
  • Haste de pinça
  • Pavio: é um pequeno fusível que se encontra no centro das velas para que possa ficar presa, este é um fio grosso ligeiramente armado.

Passo a passo

  1. Comece derretendo a parafina em uma panela em banho-maria, use uma espátula para mexer. Aqueça a cera até que esteja derretida. Recomenda-se ser derretida em banho-maria e removê-la.
  2. Uma vez que a cera está liquida, pode incluir a essência que você escolheu, mas lembre-se: faça isso com a cera um pouco fria porque senão, por estar quente, evapora o aroma e o óleo rapidamente.
  3. Agora, leve esta mistura para o molde, pode ser redondo, quadrado, pense que esta será a forma final de sua vela. O molde deve estar untado com óleo de cozinha. O pavio também.
  4. Para fixar o pavio no centro da vela, tem que amarrar uma ponta do pavio de algodão (o pavio), a haste de retenção que mencionamos acima, deve estar no centro. Introduza-o para que seja mais fácil para poder colocar o pavio.
  5. Agora terá que deixar durante 5 horas, o óleo essencial, a cera e o pavio estarão ganhando consistência e será necessário bastante tempo para que tudo fique bem fixado.
  6. É o momento de desenformar, para isso basta girar o molde para ver se solta com facilidade.
  7. Se notar que a vela possui algum tipo de imperfeição, como riscos ou furos de ar, pode remover com um pano umedecido com álcool para esfregar suavemente e fazer com que a vela fique mais fina e homogênea.
  8. Com este processo, poderá comprovar que é muito fácil fazer suas próprias velas aromáticas e relaxantes, basta escolher a essência que mais combina com você e procurar também o lugar da casa onde poderá relaxar melhor. Estas velas também são um excelente presente, poderá fazê-las com formatos criativos e decorá-las com papel colorido ou flores secas.

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram:@matozolarissa

Facebook:Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://casa.abril.com.br/bem-estar/aromas-que-trazem-bem-estar-para-a-casa/

https://www.getninjas.com.br/guia/aulas/artes-e-artesanatos/como-fazer-velas-aromaticas/

Imagens: Google

Decoração especial Dia das Crianças

As crianças precisam de um cantinho especial só delas para poderem brincar, explorar, expressar sua criatividade e gastar sua energia (que as vezes parece infinita!). E se eu te disser que esse cantinho especial pode ser o próprio quarto da criança?

O quarto é um dos ambientes em que as crianças mais ficam e têm uma relação muito forte. Por isso, ele deve ter a carinha delas e, ao mesmo tempo, se adequar a certos cuidados especiais.  O quarto deve ser pensado para as crianças e não para os pais, ok?!

Separei algumas ideias de decoração para o quartinho de seu eterno bebê. Confira:

 

Meninas

 

Meninos

 

O que vocês acharam desses quartinhos? Um mais lindo que o outro, dá até vontade de voltar a ser criança!!!!

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram:@matozolarissa

Facebook:Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.decorfacil.com/quarto-de-crianca/

Imagens: Google

Quadros Decorativos

Eu amo quadros na decoração, tenho vontade de encher uma parede só com quadros! rs

Mas na hora de decorar com quadros é preciso tomar alguns cuidados. Nesse post separei algumas dicas que podem te ajudar a usar os quadros da melhor maneira. Confira:

 

1- Harmonia

Um cuidado essencial na hora de escolher quadros decorativos é levar em conta os itens que estão na parte de baixo da parede onde eles serão colocados. Se você vai comprar um quadro para pendurar em uma parede na qual existe um sofá encostado, por exemplo, é necessário analisar aspectos como a maneira como o sofá está colocado no ambiente, qual é a altura do encosto dele e qual será a distância entre esses dois itens.

 

2- Distância

É interessante ressaltar que, caso fique uma distância muito grande entre o sofá e o quadro, ficará a impressão de que o quadro está totalmente avulso, de que ele não está incorporado ao restante do ambiente. A mesma situação acontece quando existe um aparador abaixo do quadro. Se a distância entre eles for maior do que 30 centímetros, o quadro ficará meio perdido/isolado. Por isso, é crucial colocá-lo de maneira harmônica em relação aos outros itens, acomodando-o adequadamente no ambiente.

 

3- Largura

 Equívocos em relação à largura do quadro são muito comuns. Por exemplo, se ele vai ficar em uma parede na qual tem um sofá padrão (de 2,10 a 2,30 metros) encostado, a largura do quadro não deve ser muito menor que isso. O ideal é que, embora seja um pouco menor que o sofá, o quadro tenha proporções aproximadas. Isso é importante para evitar que ele fique muito pequeno em relação ao sofá, o que geraria certa desarmonia. Se não for possível usar um quadro de uma largura aproximada a do sofá, pode-se usar dípticos ou trípticos, que são composições de dois e três quadros decorativos, respectivamente. Fazendo isso adequadamente, a parede também fica com uma boa harmonia.

 

4- Equilíbrio

Priorizando o equilíbrio, deve-se escolher o melhor local para colocar um quadro analisando o tamanho tanto da peça quanto da parede. Em ambientes maiores e amplos, os quadros grandes caem muito bem, pois não vão sobrecarregar o espaço. Já em ambientes menores, o ideal é que se use quadro menores, mesmo que em maior quantidade, para que eles não acabem ficando desproporcionais ao espaço.

 

5- Corredores

Os corredores e halls tendem a contar com paredes mais amplas, o que permite composições com várias peças ou o uso de apenas uma pintura, fotografia ou pôster em tamanho grande e bem centralizado. Nesses ambientes também é possível fazer harmonizações com móveis, desde que se respeite o limite das laterais da mobília.

 

6- Quartos

 Nos quartos, o uso de quadros pode ser mais restrito, já que esses cômodos costumam contar com mais móveis e elementos dispostos pelas paredes. Uma forte tendência hoje é apoiá-los em prateleiras ou mobílias de apoio, além de ficar lindo, dispensa a perfuração da parede. Diante dessas considerações, é necessário que as peças sejam colocadas com bastante cautela, de modo que componham bem com a cabeceira da cama ou com os criados-mudos, por exemplo, sempre respeitando os limites das laterais.

 

7- Inove

Dependendo do tamanho do quadro (especialmente se for uma peça grande), uma ideia viável é colocar o seu quadro decorativo diretamente no chão, encostado à parede. Esta é uma prática especialmente utilizada por pessoas que vivem em apartamentos ou casas alugadas e que, desta forma, esperam evitar furar a parede, sendo evidentemente uma forma diferente e sofisticada de usar quadros decorativos.

 

8- Moldura

Abuse das molduras, elas podem ser lisas, com textura, cores, formatos diferentes, mas leve em consideração de que a ideia é harmonizar os quadros com o restante do ambiente.

 

9- Conte uma história

Por que não usar os quadros para contar sua história? Você pode usar sua criatividade e usar quadros com imagens de coisas que você goste, como gatos, esportes, frases que te inspiram…

 


 

*Possíveis combinações

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://publicidademarketing.com/dicas-usar-quadros-decorativos-casa/

https://www.tuacasa.com.br/guia-quadros/

https://sisaccab.com.br/quadros-decorativos/

Imagens: Google

Decoração de quarto pequeno

Desde que casei nos mudamos três vezes, e nessas três vezes nosso quarto era pequeno. Amo decoração e móveis “diferentões” mas sempre tive que me contentar com uma decoração mais minimalista, e tive que aprender a não acumular coisas, pois o espaço era pequeno.

Sei que assim como eu, nem todo mundo tem a sorte de ter um quarto enorme para chamar de seu. No entanto, poucos metros quadrados não significam necessariamente falta de conforto ou de estilo: é possível fazer uma decoração bonita e de forma que todos os espaços sejam bem aproveitados, deixando o ambiente do jeito que você sempre sonhou.

Confira as dicas abaixo para deixar seu quarto lindo, o resultado será um cômodo organizado, com bom aproveitamento de espaço, que não passa a sensação de um lugar apertado e, principalmente, com uma decoração que seja a sua cara!

 

1- Cores claras

 Tanto nas roupas quantos nos ambientes as cores claras ajudam a dar a sensação de amplitude, ao contrário das cores escuras. Entretanto, isso não significa que o ambiente deve ser monocromático, ou seja, sem elementos de destaque. Uma solução é deixar as cores e tons mais fortes para alguns dos móveis e objetos, como almofadas, esculturas e quadros, ou ainda eleger uma parede para receber cor de destaque. Atentar-se para a iluminação correta do quarto também é fundamental.

 

2- Decoração

caso você tenha optado por cores mais neutras nas paredes e nos móveis, é bom ousar então nas cores dos objetos: eles trarão mais vida ao espaço, deixando-o com uma decoração mais marcante. No entanto, na hora de escolher os objetos decorativos, é importante ter em mente que “menos é mais”. Assim, sempre que possível, opte por não colocar muitos itens no quarto, pois pode acarretar uma “poluição visual” no espaço e ainda deixá-lo com uma sensação de lugar apertado e sem muito conforto. Neste caso, opte por colocar objetos necessários na cabeceira, poucos quadros nas paredes e tente não amontoar muitas coisas próximas umas das outras.

 

3- Aproveite bem o espaço

Ao montar o quarto, treine o olhar para ver aqueles espaços que comumente não seriam utilizados, mas podem se tornar ótimos aliados para armazenar objetos, como embaixo da cama ou os cantos das paredes. Outra dica é optar por móveis “2 em 1”, como um puff que também pode ser utilizado como um baú, por exemplo. Um truque muito usado na decoração é manter a linha da altura dos móveis baixa, assim o pé direito parece maior e a sua sensação de quarto grande aumenta. Porém, é preciso ter cuidado para que esses móveis não invadam a área de circulação e se tornem obstáculos Mesmo que móveis planejados sejam um pouco mais caros, em alguns casos eles são um investimento que possibilitará o aproveitamento do quarto em seu máximo, garantindo um resultado extremamente confortável. Com eles, até mesmo os cantos e as paredes são aproveitados da melhor forma para o armazenamento dos objetos.

 

4- Espelhos

Algumas peças curingas em quartos pequenos são os espelhos, em especial por passarem a sensação de amplitude ao espaço. No caso de espelhos, é preciso que ele seja inteiro (ou seja, que se estenda ao longo de toda a altura do quarto) e é indicado ainda que a parede oposta ao espelho contenha algo interessante de se destacar, tais como outros elementos usados para ampliar o ambiente, como paredes claras e iluminação. No blog já tem um post falando somente sobre espelhos na decoração (AQUI).

 

5- Prateleiras

As paredes são as aliadas perfeitas para quem não pode contar com muito espaço. Aproveite as áreas livres para criar nichos e prateleiras. Elas deixam o ambiente mais organizado, prático e funcional, mesmo em cômodos menores. 

 

6- TV na parede

Se você gosta de ter televisão no quarto, uma ótima opção é colocar o aparelho na parede, auxiliando assim na circulação do espaço. Outra dica é utilizar um painel para que os fios da TV fiquem escondidos, dando ainda uma maior sensação de organização ao ambiente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.tuacasa.com.br/quartos-pequenos-ideias/

https://casaclaudia.abril.com.br/ambientes/decoracao-quartos-pequenos/

Imagens: Google