História do meu cabelo

Oi gente!

Cortei o cabelo! Foi uma mudança radical mesmo, e decidi contar pra vocês a história do meu cabelo. Nesse post vou falar tudo o que já fiz nele, cortes, coloração… E vou postar as fotos também.

Vamos lá!

Meu cabelo é liso naturalmente, e a cor dele é castanho médio.

Eu sempre gostei de cortar o cabelo, nunca tive medo da tesoura e de mudar – Influência da minha mãe.

Com uns 14 anos mais ou menos eu quis pintar o cabelo. Tive que convencer minha mãe a deixar e por fim minha vó pintou meu cabelo. A cor que escolhi foi a Café Púrpura, não lembro a marca e também não tenho foto daquela época, então peguei uma foto aleatória na internet só pra vocês saberem como ficou a cor do meu cabelo.

Ficou muito bonito, todas as meninas da minha escola amaram meu cabelo e vinham me perguntar qual era o tom.

 

 

Nessa época meu cabelo estava comprido e quando fiz 15 anos cortei meu cabelo beeem curtinho e pintei de novo, dessa vez a cor escolhida foi o Chocolate.

As fotos do meu aniversário estão na casa da minha mãe, então peguei uma foto aleatória novamente só pra vocês terem uma ideia do corte do cabelo.

 

 

Meu cabelo estava bem parecido com o da foto acima, mas no tom chocolate.

Depois disso deixei meu cabelo crescer e a tinta sair. Fiquei com o cabelo natural. Quando estaca com uns 16 anos saiu a moda da franjinha. Todas as meninas da escola cortaram o cabelo assim – inclusive eu.

Também não tenho foto dessa época no meu computador, mas vocês sabem como é o corte com franjinha. Não mexi no tom, meu cabelo continuou natural até os meus 17 anos.

Aí com 17 anos decidi que queria fazer luzes.

Mas como eu tenho pavor a descolorir o cabelo e não queria acabar ficando loira, pedi para a cabeleireira fazer as luzes em mim sem descolorir e com a tinta no tom mel.

Ficou lindo! Quando ela postou a foto do meu cabelo na página do salão todas as clientes começaram a pedir para fazer igual.

 

 

Estou bem Restart nessa foto! kkkk

Retoquei as luzes mais uma vez só e depois deixei as luzes saírem com o tempo.

Fiquei com o cabelo natural por mais um tempo e só fui mudando o corte. Na época meu cabelo era bem repicadão.

 

 

Aí deu a louca e fiz californiana. Mais uma vez sem descolorir o cabelo e no tom mel.

 

E logo em seguida cortei franjinha novamente.

 

Aí deixei meu cabelo ficar n tom natural novamente e sem a franjinha.

 

Nessa foto eu tinha acabado de me casar. Como eu não podia mexer no cabelo por causa do casamento, já estava enjoada dele assim.

Já falei aqui no blog que eu sou “a louca do ruivo”, decidi radicalizar: cortei o cabelo curto e pintei de ruivo!

 

 

Nessa foto não dá para ver muito bem o tom porque não fui direto para o laranja, pintei com um tom mais “brando” para ir me acostumando.

Todo mundo gostou do resultado, então decidi ir de cabeça no ruivo mesmo.

 

 

O ruivo ficou tão bom em mim que tinha gente no meu trabalho que me parava para perguntar se eu era ruiva de verdade! Eu nem gostava, né?!

Sinceramente não achei que fosse gostar tanto. Miais uma vez quero ressaltar que sou TOTALMENTE contra a descolorir o cabelo, eu não descolori para pintar de ruivo, e a cor pegou de primeira.

Mas, como nem tudo são flores… Estava ficando muito caro manter o ruivo. Na época não existiam marcas de tinta de cabelo baratinhas que faziam esse tom, eu tinha que comprar tintura importada.

Eu pagava mais de R$30,00 em cada caixinha de tinta (no meu cabelo iam duas), fora a hidratação, salão…

Estava ficando falida!

E sem falar que meu cabelo estava sentindo toda essa química, ele começou a ficar ressecado e sem brilho.

Eu achei que deixar meu cabelo crescer enquanto o laranja saía ia ficar muito feio. Fui lá e passei tinta preta… pra quê?!

O preto ficou lindo, meu cabelo ficou forte e brilhante novamente, mas o problema foi depois…

 

 

Decidi que ia deixar mais uma vez meu cabelo no tom natural e comecei a deixar o cabelo crescer para o preto sair.

Coloquei na cabeça também que queria ficar com o cabelo beeem compridão, porque toda vez que crescia eu ia lá e cortava…

 

 

Em Janeiro desse ano me “deu a louca” e cortei as pontas porque ela estava muito feia. Cortei mais do que eu queria e ele ficou assim:

 

Nessa foto não dá para perceber que meu cabelo já estava com raiz. Enfim, voltei a deixar o cabelo crescer…

A raiz começou a ficar visível, de longe dava pra ver que meu estava com duas cores.

 

*Ignorem esse ANTES na foto

 

Aí minha amiga Ana me deu um tonalizador para cabelos pretos, inclusive tem post dele no blog (AQUI). E meu cabelo ficou assim:

 

 

Bem escurinho…

E depois decidi que eu ia cortar o cabelo beeeem curto. Eu já estava com essa ideia na cabeça, depois de assistir “As Telefonistas” então… foi o empurrãozinho que me faltava.

Meu cabelo estava na cintura, e me dava um trabalho! Não tenho nenhuma foto de costas para vocês verem, mas tem essa que tirei poucos minutos antes de ir ao salão.

 

 

Cortei, e agora ele está assim:

 

Super radical! As mulheres todas que estavam no solão queriam ver se eu teria coragem de cortar o cabelo realmente.

Só tenho uma coisa a dizer: estou me amando de cabelo curto!!!!

Essa é a história do meu cabelo, o que vocês acharam? Ah! Conta pra mim a história do seu cabelo, quero saber o que você já teve coragem de fazer nele!!!

 

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagens: Google

Deixe uma resposta