Tapioca Fit

Eu amo tapioca, ela é prática e vai bem com qualquer recheio.

A fama de magrinha da tapioca fez com que o quitute nordestino ganhasse fãs no país inteiro. Mas, quando o assunto é perda de peso, algumas ponderações devem ser feitas. É que, apesar de não ter gorduras e ser pobre em sódio, a tapioca é rica em carboidratos simples. Por isso, exageros podem fazer o ponteiro da balança subir.

Ainda mais se os complementos forem pesados. Pensando nisso separei alguns recheios fit para te ajudar a preparar uma tapioca amiga da dieta. Confira:

 

1- Tapioca de frango cremoso

  • 4 colheres (sopa) de goma de tapioca hidratada
  • 100 g de peito de frango cozido e desfiado
  • 1 colher (sopa) de creme de ricota ou requeijão light
  • ¼ de tomate picadinho
  • 1 colher (sobremesa) de azeitonas pretas picadas

Peneire as 4 colheres de sopa de goma de tapioca sobre uma frigideira antiaderente pré-aquecida. Espere desgrudar e vire. Aguarde um pouco, até desgrudar o outro lado, e retire da frigideira. Reserve. Misture o peito de frango desfiado com o requeijão ou creme de ricota, o tomate picadinho e as azeitonas. Adicione este recheio à tapioca.

 

2- Tapioca de abobrinha com cottage

  • 4 colheres (sopa) de goma de tapioca hidratada
  • 1 colher (sobremesa) de linhaça dourada moída
  • 3 colheres (sopa) de abobrinha refogada
  • 1 colher (sopa) de queijo cottage

Peneire as 4 colheres de sopa de goma de tapioca sobre uma frigideira antiaderente pré-aquecida. Polvilhe por cima a linhaça dourada moída. Espere desgrudar e vire. Aguarde um pouco, até desgrudar o outro lado, e retire da frigideira. Reserve. Misture a abobrinha refogada com o queijo cottage. Adicione 

 

3- Tapioca de queijo com tomate

  • 4 colheres (sopa) de goma de tapioca hidratada
  • 1 fatia fina de mussarela light
  • 1 fatia média de ricota
  • Rodelas de tomate a gosto
  • Orégano a gosto

Peneire as 4 colheres de sopa de goma de tapioca sobre uma frigideira antiaderente pré-aquecida. Espere desgrudar e vire. Aguarde um pouco, até desgrudar o outro lado, e retire da frigideira. Reserve. Coloque a fatia de ricota e de mussarela light para grelhar na frigideira antiaderente. Tampe, espere a mussarela derreter e retire do fogo. Adicione este recheio à tapioca e salpique o orégano.

 

4- Tapioca de atum

  • 4 colheres (sopa) de goma de tapioca hidratada
  • 1 lata de atum light
  • 1 colher (sopa) de maionese light
  • Salsinha e cebolinha a gosto

Peneire as 4 colheres de sopa de goma de tapioca sobre uma frigideira antiaderente pré-aquecida. Espere desgrudar e vire. Aguarde um pouco, até desgrudar o outro lado, e retire da frigideira. Reserve. Misture o atum com a maionese, a cebolinha e a salsinha. Adicione este recheio à tapioca.

 

*Você também pode rechear sua tapioca com banana amassada com aveia ou canela. Fica uma delícia!!

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://saude.abril.com.br/alimentacao/o-recheio-da-tapioca-faz-toda-a-diferenca-aprenda-6-opcoes-saudaveis/

Imagens: Google

Bons hábitos para adquirir já!

Todos nós temos hábitos Fazer exercícios físicos, fumar, beber café, comer saudavelmente, assistir televisão, olhar o Facebook e dormir cedo são exemplos de hábitos comuns para as pessoas.

Podemos chamar de hábitos todas as ações e comportamentos que uma pessoa pratica todos os dias, ou com bastante frequência, sem precisar pensar muito no que está fazendo e sem considerar aquilo um grande esforço. É algo natural.

A maioria das pessoas pratica hábitos nada saudáveis para a saúde e mente, e manter bons hábitos parece ser uma tarefa difícil.

Mas quem é que não gostaria de ter uma vida com mais qualidade? Já pensou em quantos hábitos bons poderia acrescentar à rotina e melhorar a sua saúde, seu desenvolvimento pessoal e a sua produtividade?

Veja abaixo opções de comportamentos que você pode incluir no seu dia a dia para beneficiar-se física e mentalmente. Que tal escolher pelo menos um desses e ver a diferença que ele faz na sua vida?

 

1- Durma bem

Pessoas que têm o costume de dormir em horários diferentes a cada dia e que dormem poucas horas durante a semana e hibernam no sábado e domingo ficam constantemente cansadas e sem ânimo. Para mudar esse hábito, é preciso organização e um pouco de planejamento: saber dar prioridade ao que é importante, fugir da procrastinação e não se distrair com a televisão ou a internet na hora de dormir. Repor as energias do dia com uma boa noite de sono é mais do que importante, é essencial! Um estudo da American Academy of Sleep comprovou que dormir bem é um dos segredos para a longevidade. Dos 2.800 participantes da pesquisa, os 46% que relataram insatisfação com a saúde tinham também má qualidade de sono. 

 

2- Beba água

Hábito simples que faz bem para a saúde e ainda ajuda a acordar. Beber um copo d’água antes do café da manhã purifica o cólon, facilita a absorção das vitaminas dos alimentos que serão ingeridos no dia e ainda ajuda a despertar os órgãos internos. Basta lembrar, na noite anterior, de deixar um copo cheio ao lado da cama. Ao acordar, antes de qualquer coisa, beba.

 

3- Tenha uma alimentação saudável

O cuidado com o que vai no seu prato é um dos pontos centrais para alcançar uma maior qualidade de vida. O abuso de alimentos ricos em gorduras saturadas, sódio e açúcares é um gatilho para doenças como infarto, derrames, hipertensão, obesidade, diabetes e até câncer. Em contrapartida, é fácil incluir no cardápio alimentos heróis da resistência e da longevidade. Cientistas da Universidade Park, nos Estados Unidos, concluíram que consumir mais oleaginosas (nozes, castanhas, avelãs, amêndoas e pistache) reduz o risco de males cardíacos entre 25% e 39%, quando consumidos cinco vezes por semana. Elas são ricas em gorduras boas, em especial o ômega 3, que diminuem as taxas de colesterol ruim e evitam a formação de placas de gordura que obstruem as artérias. Se você não gosta de verduras e legumes, mas queria conseguir comer, tente cortá-los em pedacinhos bem pequenos e misturar na comida. As frutas não são tão rejeitadas, mas a dica para incluí-las na alimentação diária é experimentar várias diferentes e saber quais você gosta para poder variar. Aí é só acostumar-se a substituir a sobremesa por fruta em pelo menos uma das refeições do dia.

 

4- Faça exercícios físicos

Alguns dizem que três vezes por semana é suficiente, outros afirmam que a atividade física precisa ser diária. De qualquer forma, fazer exercícios é essencial para a saúde. Se você realmente não gosta, mas sabe da importância e quer praticar, use 30 minutos do seu dia para isso. Substitua os hábitos de assistir televisão e ficar no Facebook por 30 minutinhos de caminhada, esteira, dança ou qualquer outra atividade que faça você se mexer. Mas isso precisa ser um hábito, portanto, fazer uma vez por semana não é suficiente. Fazer uma pequena pausa no trabalho a cada uma hora não prejudicará o seu desempenho. Se pensar bem, na verdade, o que te prejudica é trabalhar com desconforto, dores nas costas e cansaço. Alongar os braços, costas e pernas algumas vezes ao dia evita estes problemas, além de te dar um tempinho para descansar a mente e se recompor para continuar o que está fazendo. Em casa, tire alguns minutos para fazer um momento de relaxamento mais longo, alongando com mais calma também outras partes do corpo, como pescoço, mãos, pés etc.

 

5- Medite

Todas as pessoas que mantêm o hábito de meditar garantem: a atividade acalma, disciplina a mente e transforma a maneira como vêem e agem diante das situações do dia a dia. Há muitas técnicas de meditação, mas a mais conhecida e descomplicada é: estar em um lugar agradável e em posição confortável, fechar os olhos, limpar os pensamentos e concentrar-se somente na própria respiração. E a desculpa da falta de tempo não se aplica aqui, porque os benefícios da meditação podem funcionar com apenas cinco minutos de prática diária. Separar uns minutinhos para prestar atenção na respiração pode ser a receita ideal para combater os desgastes mentais e físicos e, até a insônia, aumentando assim a sensação de bem-estar. Um estudo da universidade de Johns Hopkins, nos Estados Unidos, mostrou que pessoas que apresentam sérias dificuldades para respirar durante o sono têm 50% a mais de chances de morrer antes que alguém da mesma idade que não sofre das mesmas condições.

 

6- Relaxe

Apesar de não ser considerado doença, o estresse pode favorecer o aparecimento de doenças psico-fisiológicas e, por isso, precisa ser observado e controlado. “Quanto maior for o nível de estresse, maior será a deteriorização física e psicológica da pessoa”, mostra a psicóloga Sandra Leal Calais, da Unesp. O estresse também é fator de risco para os problemas do coração. Foi o que concluiu uma grande pesquisa feita em Campinas e São Paulo pela Secretaria do Estado da Saúde. Entre as mais de 100 mil pessoas analisadas, 46,8% sofriam algum tipo de estresse e tiveram seus níveis de problemas cardiovasculares aumentados. Escrever um diário é uma atividade prazerosa e reflexiva e também é uma ótima forma para relaxar. Parar no final do dia e fazer um balanço do que aconteceu de bom exercita o pensamento positivo e a gratidão. E você não precisa passar horas escrevendo com detalhes cada acontecimento, um resumo em poucas palavras já te trará uma sensação boa. Um diário também é uma ótima fonte de lembranças, um lugar onde você poderá guardar todas as suas memórias – das mais simples às mais importantes – para sempre.

 

7- Leia

Pode ser um livro, uma revista, jornal, artigos na internet ou qualquer outra coisa em que você precise se concentrar por alguns minutos e faça isso por lazer. Procure todos os dias por uma leitura sobre algum assunto que te interesse, estimule sua mente e te ensine algo. Ler só traz benefícios: é uma atividade relaxante, que trabalha a concentração e estimula o cérebro, além de outras inúmeras vantagens.

 

8- Aprenda a gostar de você

Trabalhe o seu autoconhecimento e sua autoestima para viver melhor. O conceito que temos sobre nós mesmos é definidor de como nos colocamos e nos portamos na vida, define o valor que vamos dar a nossa pessoa, ao nosso trabalho, as nossas opiniões, as nossas vontades, e aos cuidados para o nosso corpo e nossa saúde. E isso faz toda a diferença. Por isso é essencial ter um bom referencial de si mesmo, saber reconhecer seus valores, suas qualidades, e não ficar só se criticando, se cobrando, focado apenas nas suas limitações e dificuldades.

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://desassossegada.com.br/2013/11/29/10-bons-habitos-para-a-saude-fisica-e-mental/

https://www.minhavida.com.br/saude/materias/11705-12-habitos-que-ajudam-a-ter-uma-saude-mais-plena

Imagem: Google

 

 

Florais de Bach – Para que serve?

Há alguns meses atrás eu estava conversando com minha tia e falando sobre minha impaciência e irritabilidade. Foi então que ela  me contou que era assim também, mas que desde que começou a usar os Forais de Bach não se sentia mais assim.

Fiquei intrigada e fui procurar na internet sobre eles, gostei muito do que li e achei que isso poderia me ajudar.

A terapia floral, desenvolvida pelo inglês Edward Bach(1886-1936), promete ajudar com problemas emocionais. Bacteriologista e patologista, o médico abandonou sua clínica em Londres para se dedicar na década de 1930 ao estudo de plantas no interior do país. Buscava uma alternativa aos remédios tradicionais, criados para ajudar nosso organismo a debelar doenças e bactérias, mas que não costumam aplacar o sofrimento emocional. A conclusão de Bach: existem 38 flores capazes de nos ajudar a lidar com as mais diversas emoções negativas. A Mimulus, por exemplo, ajudaria a superar a timidez. Tem dificuldade para se decidir? A Scleranthus, de flores brancas, é a espécie indicada.

Florais são “remédios” energéticos que se propõem a tratar sobretudo a esfera emocional, já que, como acreditava o Dr. Bach, e também milhares de estudiosos em todo o mundo, toda doença tem início na esfera emocional, toda doença é reflexo do que está dentro, e, justamente por isso, é tratando o emocional que conseguimos realmente nos curar.

Uma coisa é certa: os efeitos colaterais e o risco de intoxicação estão descartados, já que os florais são bastante diluídos. É por isso que o Ministério da Saúde não os considera remédios e eles podem ser comprados sem receitas e fora de farmácias, diferentemente dos fitoterápicos.

 

Como já citei, existem 38 florais, cada um específico para uma determinada área:

1- Agrimony – Pessoas com tendência a esconder seus sentimentos. São aparentemente alegres e descontraídas, mas de forma superficial. Apresentam conflitos emocionais e medo da solidão. É comum procurarem desculpas para não se conscientizar dos problemas. Apresentam tendência ao uso de álcool e drogas.

2- Aspen – Pessoas que são tomadas por medo de algo que não sabem identificar. Neste estado há um aumento da ansiedade e apreensão, podendo levar ao pânico.

3- Beech – Pessoas que mostram-se muito rígidas, com critérios muito definidos ao fazer julgamento sobre os outros e dificuldade em aceitar seus próprios erros.

4- Centaury – Pessoas facilmente dominadas, com dificuldade em impor sua vontade e suas idéias. Esperam que os outros lhe digam que atitudes tomar e quais caminhos devem seguir. A essência vai ajudar a despertar as características positivas, reconhecendo a própria individualidade sem se influenciar pelas opiniões alheias.

5- Cerato – Pessoas com pouca confiança em si, que tendem a duvidar de sua capacidade de julgamento. Têm tendência a imitar atitudes dos outros, não assumindo responsabilidade por suas experiências. A essência do cerato vai devolver a autoconfiança e ajudar a lidar com o sentimento de incapacidade.

6- Cherry Plum – Pessoas que tendem a perder o controle sobre seus pensamentos e ações. Neste estado emocional podem apresentar impulsos violentos contra si mesmo e os outros, tornando-se bastante deprimidas.

7- Chestnut Bud – Pessoas com dificuldade de aprendizagem. Estas não conseguem aprender com as experiências e cometem sempre os mesmos erros. Também crianças que apresentam dificuldade escolar.

8- Chicory – Pessoas muito possessivas, que tendem a manter o controle sobre as outras e a dirigir suas vidas. São pessoas dominadoras, carentes, muito dependentes e presas a regras sociais.

9- Clematis – Pessoas com grande dificuldade de concentração e de viver o presente devido, à falta de interesse pelas coisas. Aquelas pessoas que parecem estar sempre com o pensamento distante e tem dificuldade em memorizar.

10- Crab Apple – Essa essência vai limpar a mente trazendo à tona os sentimentos de impureza e auto-desaprovação, tudo o que causa desequilíbrio e pode se transformar em doença. Uma vez conscientizadas de suas dificuldades, essas pessoas serão capazes de ver os fatos em suas reais proporções.

11- Elm – Pessoas que tem grande senso de responsabilidade. São autoconfiantes, seguras, com capacidade de liderança, mas momentaneamente se sentem incapazes de dar continuidade ao trabalho que vem assumindo por serem muito exigentes e perfeccionistas.

12- Gentian – Pessoas que desanimam frente às dificuldades que surgem. O floral vai devolver uma perspectiva positiva, ajudando a compreender e superar a situação.

13- Gorse – Pessoas que se encontram em estado de desespero e pessimismo. A função deste floral é ajudar essa pessoa a assumir uma postura diferente frente a vida, adquirindo mais energia para superar os problemas.

14- Heather – Pessoas que têm necessidade de falar compulsivamente. São muito preocupadas consigo mesmas e não conseguem ouvir o outro. Tendem a monopolizar uma conversa pelo impulso de relatar tudo que vive.

15- Holly – Pessoas que se encontram em estado de muita raiva, ciúme, inveja, constante expressão de mau humor.

16- Honeysuckle – Pessoas que se encontram com dificuldade de se desligar do passado e não usufruem dos acontecimentos presentes.

17- Hornbeam – Pessoas com sensações de cansaço e exaustão mental.

18- Impatiens – Pessoas muito rápidas de pensamento, que perdem a paciência em aceitar o ritmo dos outros. Ficam tensas e frustradas quando as coisas não acontecem com rapidez.

19- Larch – Pessoas inseguras, que não acreditam em sua capacidade. Devido ao valor que dá às experiências negativas do passado, não reconhecem seu potencial para atingir os objetivos. São convictas de sua inferioridade.

20- Mimulus – Pessoas que têm medo de andar de elevador, avião, de escuro , de doenças e outros. Essas pessoas estão constantemente ansiosas por estar sujeitas a se deparar com situações que lhe causam ansiedade a qualquer momento. O floral ajudará a compreender essa ansiedade trazendo equilíbrio para uma vida mais saudável.

21- Mustard – Pessoas com uma tristeza inesperada, depressão profunda. Tendem a canalizar sua energia totalmente para dentro de si levando a um comportamento de introversão e à falta de sociabilidade. A essência do Mustard irá proporcionar mais serenidade de pensamento e clareza nos seus sentimentos.

22- Oak – Pessoas obstinadas com o trabalho, cumpridoras do dever, corajosas e com grandes ideais. Estas não se permitem o prazer que não venha da realização e de um esforço excessivo. O floral vai devolver a alegria e a vitalidade.

23- Olive – Para esgotamento mental. Quando as pessoas gastam inconscientemente muita energia com preocupações e chega ao limite de suas forças, podendo gerar doenças físicas.

24- Pine – Pessoas que apresentam sintomas como sentimento de culpa, auto-censura, e que são rigorosos ao julgar seus comportamentos.

25- Red Chestnut – Pessoas que se preocupam excessivamente com os outros. São superprotetores, sacrificam -se em função dos problemas alheios.

26- Rock Rose – Pessoas com sentimento de terror, ansiedades que aumentam progressivamente e paralisam em função do medo.

27- Rock Water – Pessoas perfeccionistas, que possuem ideais exagerados e se obrigam a viver de acordo com eles.

28- Scleranthus – Pessoas incapazes de tomar uma decisão. Vacilam entre dois caminhos gastando um tempo valioso em seus raciocínios. Apresentam grande flutuação de humor.

29- Star of Bethlehem – Pessoas que viveram experiências traumáticas, sejam de ordem física, emocional ou espiritual. O floral restaura o poder auto-curativo do corpo, neutralizando os sintomas do trauma, independente se este é recente ou tenha acontecido há muito tempo.

30- Sweet Chestnut – Pessoas que se sentem desamparadas e desprotegidas, chegando ao limite de suas forças. Sentimento de extrema angústia e desespero.

31- Vervain – Pessoas que se sentem donas da verdade e não aceitam as diferenças individuais. Querem convencer os outros de suas idéias e crenças.

32- Vine – Pessoas ávidas de poder, críticas, dominadoras e inflexíveis em suas atitudes. São muito capazes, seguros de si e não valorizam as opiniões dos outros.

33- Walnut – Pessoas que precisam de adaptar às mudanças, tanto emocionais como corporais. Pessoas que tendem a se deixar influenciar pelos outros e não confiam em seus próprios valores.

34- Water Violet – Pessoas que tendem a ser mais reservadas, distantes, que têm medo de se expor e buscam o isolamento.

35- White Chestnut – Pessoas cujos pensamentos não desejados circulam compulsivamente em suas cabeças. A falta de controle sobre o pensamento leva à depressão e à falta de concentração.

36- Wild Oat – Pessoas que não definiram um caminho na vida, não tem uma meta a seguir. O floral vai ajudar a reconhecer o próprio potencial e a desenvolvê-lo.

37- Wild Rose – Pessoas em estado de apatia, resignação, falta de interesse e objetivos a seguir.

38- Willow – Pessoas que se sentem vítimas e culpam os outros por seu fracasso em todos os níveis. O floral vai ajudá-la a ter uma atitude positiva, assumindo plena responsabilidade por suas experiências.

* Rescue – Para todas as situações de emergência . É composto de Star of Bethlehem, Rock Rose, Impatiens, Cherry Plum e Clematis.

 

Mandei fazer o meu floral na farmácia de manipulação aqui da minha cidade, e estou tomando. Comecei a tomar semana passada mas já comecei a ver os resultados. Estou bem mais tranquila e estou conseguindo dormir (sofria de insônia).

É indicado tomar 4 gostas do floral 4 vezes ao dia, você pode pingar as gotas diretamente na boca ou tomar com um pouco de água.

É muito importante tomar o floral assim que acordar e antes de dormir.

Paguei R$28,00 no meu floral, mas os valores podem variar. Pude escolher até 7 florais para a farmácia manipular.

Você já conhecia os Florais de Bach? Utiliza? Conta pra mim!!!

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://homeovitae.com.br/site/38-essencias-florais/

https://super.abril.com.br/saude/como-funcionam-os-florais-de-bach/

https://patricinhaesperta.com.br/saude/os-florais-funcionam

Imagens: Google

Cuide bem do seu Coração!

Hoje é dia de falar sobre Vida Saudável, e nesse post decidi abordar um tema muito importante.

Não vamos falar sobre dieta e exercício físico especificamente, mas sim sobre um dos órgãos mais merecedores de atenção e cuidados em nosso corpo: o coração!

Me lembrei de um versículo da Bíblia esses dias e ele não saiu mais da minha cabeça, o versículo fica em Provérbios 4.23: Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.”

Quero deixar claro que não sou teóloga e nem nada disso, mas acredito que esse versículo não fala somente sobre o coração no sentido figurado, como também no sentido literal da palavra.

E observando os dados do Ministério da Saúde, fiquei mais convicta ainda de minha interpretação: estima-se que 31,5% dos óbitos no Brasil são provocados por doenças cardiovasculares, tornando-se a primeira causa de morte entre a população brasileira. A doença mata por ano, 7,6 milhões de pessoas no mundo todo, devido às suas complicações como AVC, infarto, entre outras. Dados alarmantes!

Manter hábitos saudáveis é fundamental para blindar o coração, conheça esses hábitos e coloque-os em prática:

 

1- Controle a pressão arterial

Cheque sua pressão com frequência. Quando for ao médico, seja de qualquer especialidade, peça para ele medir sua pressão arterial e fique atento se ela está acima de 12 por 8, o valor considerado normal. Se tiver histórico de hipertensão na família, faça o acompanhamento a partir dos 30 anos e não descuide da quantidade de sal ingerida. A hipertensão arterial aumenta a probabilidade de ter um derrame, infarto, insuficiência cardíaca, doença renal e morte prematura. No Brasil, 27% das mulheres e 21% dos homens sofrem da doença, segundo o Ministério da Saúde.

Cuidado com o estresse:  O colesterol alto, que causa a hipertensão e obstrui as artérias do coração, é um dos efeitos do excesso de estresse. A ansiedade aumenta a liberação de cortisol no organismo, hormônio que faz crescer a concentração de glicose no sangue, desencadeando problemas como diabetes, altos níveis de triglicérides e descontrole de colesterol. Cada vez que você fica ansioso, a quantidade de radicais livres que passam a circular no seu organismo aumenta. Com a ansiedade, a presença dos radicais livres no organismo aumenta, podendo gerar o agravamento de problemas cardíacos. Isso porque eles interagem com o colesterol em excesso no organismo, formando placas nas paredes dos vasos sanguíneos, além de piorar certas doenças inflamatórias e causar envelhecimento.

 

2- Não fume

As doenças causadas ou agravadas pelo fumo correspondem a 63% das mortes do planeta. Em 2011, o cigarro foi responsável pela morte de quase 6 milhões de pessoas em todo o mundo – dessas, 600 mil eram fumantes passivos. Até 2030, serão oito milhões de vítimas . O cigarro começa a destruir o DNA do fumante poucos minutos depois que a fumaça é inalada. Parar de fumar é difícil, mas possível. Parar de fumar é uma das melhores decisões que você pode tomar para a saúde do seu coração. Fumar cigarros, mesmo que sejam poucos por dia, pode afetar a saúde do seu coração e aumentar o risco de doença arterial coronariana em até 50%. Mas se você tomar a decisão de parar, você colherá os benefícios muito mais rapidamente do que você pensa, não só para o seu coração, mas também para a sua saúde no geral.

 

3- Adote uma dieta balanceada

Excesso de açúcar, sal ou gordura são os principais vilões de uma alimentação adequada. Uma dieta balanceada inclui porções de frutas, legumes e verduras, além das proteínas advindas das carnes, de preferência, as magras. 

Cuidado com o açúcar:  Reduzir o consumo de açúcar é essencial para proteger seu coração. Um estudo publicado no Journal of American Medical Association sugere que, assim como uma dieta rica em gordura pode aumentar os níveis de triglicerídeos e colesterol, a ingestão de açúcar também pode afetar as taxas de lipídios. Para a realização do estudo, foram analisados os níveis de lipídios no sangue em mais de seis mil homens e mulheres adultos. Os pesquisadores descobriram que pessoas que consumiam mais açúcar tinham maior propensão de ter uma doença cardiovascular. Os cientistas não sabem ao certo que processo está envolvido nessa ligação do açúcar com o colesterol, pois até hoje, o que se sabia era a associação entre o consumo de açúcar e o diabetes. No estudo, o grupo de maior consumo ingeria uma média de 46 colheres de chá de açúcares “escondidos” nos alimentos por dia. O grupo de menor consumo ingeria uma média de apenas cerca de três colheres de chá por dia.

Cuidado com o sal: Pesquisas científicas já comprovaram a relação direta entre o consumo de sódio e a hipertensão arterial. De acordo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia, quando o recomendado seria limitar essa ingestão a 6 gramas. Em geral, a quantidade é alta porque, além do sal contido no alimento industrializado, as pessoas não dispensam apelar para o saleiro durante as refeições. O maior perigo do sódio é que ele está escondido nos alimentos. Alimentos como fast-food, comida congelada, salgadinhos, biscoitos, refrigerantes, cereal matinal, embutidos, chocolate, carne bovina, leite e derivados contém boa quantidade de sódio que não costumamos perceber.

Prefira óleos vegetais: Na luta para abaixar os níveis de colesterol, em vez de apenas restringir o consumo dos tradicionais vilões do coração (como as gorduras saturadas), você pode recorrer à ajuda de alguns mocinhos. O óleo de canola e o azeite de oliva são bons exemplos de alimentos que você deve incluir na dieta. As gorduras monoinsaturadas presentes nos dois tipos de óleos vegetais ajudam a reduzir as taxas de LDL, o mal colesterol. Já os óleos vegetais ricos em gorduras poli-insaturadas, como o de soja, girassol e milho, aumentam os níveis de HDL, considerado como bom colesterol. Portanto, além de ficar de olho na quantidade de gorduras saturadas e trans, dar preferência aos alimentos com maior quantidade de gorduras mono e poli-insaturadas.

Mais vegetais no cardápio: Um importante estudo científico divulgado no periódico americano Circulation demonstrou que o consumo de proteínas de origem vegetal está associado à redução da pressão arterial, ao mesmo tempo em que confirmou estudos anteriores de que o consumo total de proteínas não aumenta os níveis de pressão sanguínea. O ácido glutâmico, principal aminoácido encontrado nas proteínas vegetais, é um dos micronutrientes que ajudam a controlar a pressão arterial. Essa é uma das formas de se explicar a razão pela qual os vegetarianos têm menor tendência a desenvolver hipertensão arterial.

OBS:  Embora seja preciso diminuir o consumo de carnes no geral, é indicado principalmente reduzir a carne vermelha, pois apresenta uma quantidade maior de colesterol. Ainda mais se conter capas generosas de gordura. Porém, isso não significa que elas devem ser totalmente excluídas do seu cardápio. Controlando a ingestão dos outros alimentos fontes de colesterol, é possível ingerir carne vermelha até três vezes por semana. O fato de as carnes vermelhas oferecerem mais colesterol, no entanto, não faz com que os outros tipos de carnes possam ser consumidos à vontade. As carnes brancas e magras também possuem colesterol e, por isso, devem ser dosadas. Os alimentos que contêm colesterol devem ser monitorados de uma forma geral. Leve em conta que o total da gordura obtido em um dia deve ser menor que 300 mg.  Uma dica: 100 gramas de contra-filé grelhado com gordura contêm 144 mg de colesterol. Sem a gordura, a quantidade diminui para 102 mg.

 

4- Faça exercícios físicos

O exercício físico não deve fazer parte da rotina apenas de quem quer entrar em forma. A atividade é um dos itens mais importantes para fazer o corpo funcionar corretamente. Os exercícios afastam doenças cardiovasculares , reduzem a necessidade de medicação em quem tem hipertensão, reduzem a enxaqueca , fazem bem ao cérebro e melhoram a performance sexual e a capacidade pulmonar.

Cuidado com o peso: Estar acima do peso não é bom para o seu coração, já que isso pode aumentar o risco de desenvolver outras condições, como hipertensão, colesterol elevado e diabetes. Até mesmo pequenas reduções de peso já podem fazer uma diferença positiva na saúde do seu coração. É importante falar com um profissional de saúde sobre as mudanças corretas que você pode fazer a sua alimentação e estilo de vida para melhorar a sua saúde. O excesso de peso é prejudicial à saúde. O ideal é manter o índice de massa corpórea (IMC) entre 20 e 25. A obesidade praticamente dobrou no mundo nos últimos 30 anos, afetando 500 milhões de adultos, a maioria mulheres. O excesso de peso predispõe à doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão e colesterol alto.

 

5- Vitamina D

Um estudo realizado pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, revelou que 20% dos casos de hipertensão em mulheres estão associados ao descontrole dos níveis da pressão arterial em decorrência da falta de vitamina D no organismo. Este nutriente pode ser encontrado em alimentos como a manteiga, gema de ovo, fígado, entre outros, mas sua principal fonte de absorção é a luz solar. Portanto, 15 minutinhos de exposição ao sol são mais do que recomendados. O ideal é conversar com seu dermatologista para ver o melhor horário para aproveitar o banho de sol. O nutriente também é importante no processo de absorção de cálcio e fósforo no intestino e na mineralização, ou seja, crescimento e reparo dos ossos.

 

6- Durma bem

Estudos recentes apontam que cerca de 40% dos indivíduos hipertensos sofrem também de apneia obstrutiva do sono, alertando para uma relação entre as doenças. A apneia atinge aproximadamente sete em cada 100 pessoas e a incidência é maior no sexo masculino. Estima-se que 24% dos homens de meia-idade e 9% das mulheres são afetados pela apneia. A doença caracteriza-se pelo ronco que segue em um mesmo ritmo, vai ficando mais alto e, de repente, é interrompido por um período de silêncio. Neste momento, a pessoa fica totalmente sem respiração, mas, logo o ronco volta ao ritmo inicial. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), Artur Beltrame Ribeiro, quem sofre de apneia do sono apresenta mais variabilidade da pressão e o aumento está ligado à lesão dos órgãos-alvo, como coração, cérebro e rins. Além disso, uma noite bem dormida tem a ver com viver mais, de acordo com um estudo da Universidade de Warwick e da Universidade Federico II, na Itália. Quem dorme menos de seis horas ou mais de oito ao dia tem 12% a mais de chance de morrer. Com a qualidade do sono prejudicado, crescem os riscos de acidentes, por conta da sonolência, e de ataques cardíacos em função do estresse.

 

7- Ouça música

Um estudo realizado pela Universidade de Maryland, nos EUA, com 10 participantes que não tinham nenhuma doença aparente constatou que quando eles ouviam por 30 minutos suas músicas preferidas ocorria a dilatação dos vasos sanguíneos. Esse gesto se equipara a reação de uma gargalhada, ao fazer atividades físicas ou quando tomavam medicações para o sangue. O diretor da cardiologia da instituição, Michael Miller, explica que ocorreu um aumento de 26% no diâmetro dos vasos, enquanto ao ouvirem uma música que não agradava ocorria uma redução de 6%. Dessa forma, o sangue flui mais facilmente, reduzindo as chances de formação de coágulos que causam infartos e derrames, além de reduzir os riscos do endurecimento dos vasos, característicos da aterosclerose.

 

EXTRA 1:  Um estudo publicado no “Public Library of Science One”, mostra que pequenas doses de resveratrol, um tipo de substância antioxidante presente nas uvas, em especial as tintas, protegem o coração contra o envelhecimento e reduzem os níveis de colesterol ruim, o LDL. No entanto, não vale exagerar: uma taça de vinho por dia é suficiente para dar proteger o coração sem maltratar o fígado, por conta do teor alcoólico.

EXTRA 2:  Uma pesquisa feita por cientistas da Itália e do Reino Unido, publicada no site do Jornal da Faseb (do inglês, “The Federation of American Societies for Experimental Biology”), mostra que gengivas infectadas podem ser um fator de risco para desenvolver problemas no coração. De fato, uma adequada higiene dental pode reduzir o risco de aterosclerose, derrame e doenças no coração, independentemente de outras medidas, como o controle do colesterol. “Há muito tempo se suspeita de que a aterosclerose é um processo inflamatório e que a doença periodontal tem um importante papel na aterosclerose”, afirma Mario Clerici, pesquisador do estudo.

 

Agora que você já sabe de todos esses dados e já sabe também como cuidar do seu coração, não perca tempo!

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.minhavida.com.br/saude/listas/11946-melhore-a-saude-do-seu-coracao-com-13-medidas

http://www.becel.com.br/becel/A-saude-do-coracao/Fatores-de-risco-para-a-sade-do-corao.aspx

https://saude.ig.com.br/minhasaude/sete-habitos-simples-para-um-coracao-saudavel/n1597730182492.html

Imagem: Google