Dicas práticas para organizar os documentos

Manter seus documentos e papelada em ordem é de extrema importância. Os papéis precisam de um lugar próprio e de fácil acesso.

Quem nunca precisou procurar um papel super importante e, na correria não conseguiu encontrá-lo? Comigo já aconteceu!

Quando os papéis se acumulam é muito fácil se perder na montanha deles que lotam as gavetas. O jeito é organizar a papelada.

Separei algumas dicas super legais para te ajudar, que eu utilizo também e facilitam muito a minha vida.

Confira!

1- Reúna tudo e jogue fora o que você não precisa mais

Apanhe uma caixa qualquer e comece a andar pela casa reunindo todos os papéis que estiverem espalhados ou em desordem. Olhe na sala, na cozinha, no escritório, no quarto e dentro de qualquer gaveta ou cantinho onde possa haver um papel espalhado. Coloque todos eles dentro da caixa sem se preocupar se este ou aquele devem ir para o lixo.

Despeje todo o conteúdo da caixa no chão e comece a organizar a papelada pensando primeiramente em quais documentos podem ser descartados. Não perca tempo arquivando papéis desnecessários. 

2- Separe por categorias

Por que categorizá-los? Assim fica mais fácil encontrá-los uma vez que estão separados por categorias. Para isso, pegue aquela pilha de documentos que precisam ser arquivados e comece a separá-los e organizá-los. Algumas das categorias mais comuns são:

Seguros – de carro, casa, vida, invalidez, médico.

Finanças – contas bancárias, contas de crédito, hipotecas, investimentos.

Propriedades – recibos relativos à casa (reformas, decoração, objetos de valor), manuais e recibos de equipamentos eletroeletrônicos, documentos de compra de automóveis e recibos de oficinas.

Impostos – recibos do ano em curso e outros documentos relativos a taxas em geral.

Registros médicos.

Registros veterinários

3- Organize os documentos em pastas

Agora que você já separou os documentos em categorias, é hora de começar a guardá-los. Existem caixas, maletas e pastas dos mais diferentes tamanhos, formatos e cores nas papelarias. Você deve escolher o método que melhor se adapte as suas necessidades. Por exemplo, se você vai guardar a papelada em uma gaveta grande, opte pelas pastas comuns e pastas sanfonadas.

4- Contas a pagar / pagas

É interessante criar um arquivo apenas para as contas a pagar. Separe uma pasta ou uma caixa apenas para isso. Você deve deixá-la sempre ao alcance das mãos para colocar ali todas as contas a pagar. Outra ideia: você pode também organizar as contas a pagar em uma pasta sanfonada onde cada divisão destine-se a um mês do ano e ir guardando ali as contas por mês de vencimento. Faça como parecer melhor para você!

Aqui em casa eu organizo da seguinte forma: as contas a pagar que vão chegando vamos colocando em uma caixinha, conforme elas vão sendo pagas eu coloco numa pasta sanfonada, onde separei pelos meses do ano. Todas as contas pagas de Janeiro ficam na separação de Janeiro na pasta sanfonada.

Quando o ano acaba, eu junto as contas pagas de todos os meses e guardo numa terceira caixa por um período. Depois, elas vão para o lixo.

5- Documentos pessoais

Também é muito importante cada membro da família ter uma pasta com seu nome.

Você pode usar uma pasta grande etiquetada com o nome da pessoa e dentro dessa pasta crias subcategorias, também etiquetadas.

EXTRA

Você tem dúvida com relação ao tempo que precisa guardar cada documento? Via de regras, são os seguintes:

Quais documentos guardar por 1 ano

♦ Contratos de seguro

♦ Canhotos do cartão de crédito

♦ Extratos bancários e dos cartões de crédito

Quais documentos guardar por 5 anos

♦ Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF)

♦ Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)

♦ Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)

♦ Comprovantes de pagamento de contas de água, luz, telefone e outros serviços essenciais

♦ Comprovantes de pagamento de aluguel

♦ Comprovantes de pagamento de cartões de crédito

♦ Comprovante de pagamento de mensalidades escolares

♦ Comprovante de pagamento de cursos livres

Quais documentos guardar por 10 anos

♦ Declarações de quitação do pagamento de condomínio

Quais documentos guardar para sempre

♦ Documentos pessoais

♦ Certidões

♦ Passaportes

♦ Escrituras

♦ Carnês do INSS

♦ Hollerites

♦ Testamento





Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://www.casinhaarrumada.com/2018/07/como-organizar-a-papelada-em-5-etapas-contas-e-documentos.html

Imagens: Google

Organização da Geladeira

Além de ser uma questão de saúde, a organização periódica da geladeira influencia diretamente na praticidade do dia a dia e na economia da casa, já que mantendo-a sempre limpa e com os itens arrumados você acha tudo de maneira muito mais fácil na hora de cozinhar e evita desperdícios.

Antes de começar a organização da sua geladeira, fique atento à essas dicas:
  • Jogue fora todos os produtos fora da validade
  • Coloque os alimentos abertos em recipientes adequados (potes)
  • Não guarde latas abertas na geladeira, ela poderá enferrujar e passar para o alimento
    Para tirar o cheiro de geladeira, passe um pano úmido com bicarbonato de sódio.

Por que os ovos NÃO podem ficar na porta? Segundo a vigilância sanitária, “a porta sofre frequente variação de temperatura, acelerando a deteorioração dos alimentos, e aumentando o risco de contaminação por bactérias”. O ideal é colocá-los na prateleira.

 

Alguns alimentos precisam de cuidados especiais

Proteínas como carnes e peixes são os itens que requerem maior atenção para serem refrigerados, pois correm um risco maior de deterioração, mas para evitar que isso aconteça precocemente elas devem estar sempre em potes com tampa de boa vedação para que não exalem cheiro e devem estar também afastados dos demais itens da geladeira. Recomenda-se que sejam consumidos em até dois dias. Para as carnes embaladas devemos sempre obedecer ao prazo de validade descrito na embalagem.

 

Cada coisa tem seu lugar

Para saber exatamente onde guardar cada item, primeiro é importante entender que se a sua geladeira é antiga, ela provavelmente tem um sistema de refrigeração diferente das atuais, mais especificamente feito por partes. Quanto mais perto do freezer, mas refrigerado o espaço. Já os modelos mais novos, possuem um processo de refrigeração mais uniforme por toda geladeira”. Assim que você entender como a sua funciona, já pode começar a se preocupar em setorializar cada tipo e alimento. O que precisa de mais refrigeração (queijo, iogurte, leite, frios, etc) deve ser colocado nas prateleiras superiores e os que precisam de menos refrigeração (sobras do almoço, alimentos que estiverem em processo de descongelamento, sucos, bolos, etc), nas inferiores.

*Gavetas pequenas: de preferências as frutas devem ser colocadas neste espaço. Elas só deverão ser lavadas no momento de serem consumidas.

*Gavetão: as verduras devem ser guardadas de preferência em embalagens plásticas e novas, não as que você trouxe do supermercado, pois podem ter se sujado durante o deslocamento para sua casa. Tenha sempre em casa sacos plásticos, que podem ser adquiridos facilmente em lojas de embalagens ou em supermercados

*Os ovos devem ser armazenados preferencialmente em uma vasilha dentro da geladeira, não na porta, pois eles não sofrerão com a trepidação e alteração de temperatura da porta.

 

Ervas e hortaliças têm seu próprio modo de armazenamento

Muita gente imagina que armazenar ervas e hortaliças em saquinhos é uma prática errada. Mas os sacos são, na verdade, um meio eficiente de proteger esse tipo de alimento, o ideal é que sejam lavados e muito bem secos. Além disso, colocar de forma que as mesmas não fiquem muito apertadas no saco para que não amassem. Se você ainda assim prefere tirá-las do saco, outro método de armazenamento é em recipiente com tampa: após lavar e secar muito bem, forre o recipiente com papel toalha, após isso coloque as hortaliças. Você pode fazer mais de uma camada, ou seja, quando cobrir totalmente o papel toalha com as folhas, coloque nova camada de papel toalha e em seguida as folhas as hortaliças.

 

Fazer a limpeza periódica é essencial

A limpeza completa da geladeira pode ser feita apenas uma vez por mês, mas é importante fazer a manutenção da higiene semanalmente passando um pano umedecido com vinagre de álcool para eliminar odores e desinfetar. Já para a limpeza mais pesada, segue o passo a passo que vai facilitar (e muito!) o seu dia a dia:

– Depois que o freezer e a geladeira estiverem vazios, passe uma esponja macia com detergente neutro por toda a parte interna. Retire as gavetas e prateleiras e faça o mesmo procedimento. Com um pano úmido, retire todo o excesso de sabão. Enxágue o pano e passe-o novamente, tirando o sabão por completo.

– Não use esponja de aço e produtos abrasivos, eles podem danificar seu refrigerador de maneira permanente.

– Faça uma mistura de bicarbonato com vinagre de álcool (uma colher de sopa para 100 ml de vinagre de álcool) e passe por toda a geladeira. Essa mistura tem efeito antibactericida.

– Finalize passando um pano seco macio.

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://revista.zapimoveis.com.br/5-coisas-que-voce-precisa-saber-na-hora-de-organizar-geladeira/

http://organizesemfrescuras.com.br/organizacao/organizacao-da-casa/cozinha/esquema-pratico-de-organizacao-da-geladeira/

Imagens: Google

Organização e cuidados com os Sapatos

Não dá para negar que nós mulheres somos loucas por sapatos! Duvido que você leitora tenha menos de sete pares… Eu tenho mais de 20!!!

Como os sapatos são nossa paixão (acho que até mais dos que as roupas), fiz esse post especialmente para te ajudar a manter seus sapatos sempre em ordem e com cara de novos!

Bora ver!

 

STOP!

Você costuma chegar em casa, retirar seus calçados e guardá-los? Ou então deixá-los embaixo de móveis ou em qualquer canto da sua casa? Isso não é bom! Pode parecer tentador armazenar sapatos depois de usá-los ou mesmo esquecê-los no local onde foram removidos, mas saiba que uma pequena atitude pode ser definitiva para a vida útil deles. Deixe seus sapatos arejando por, pelo menos, 12 horas depois de usados, em um local com bastante circulação de ar.

O ideal, ainda, é que você evite entrar calçado em casa, retirando os sapatos logo na entrada, e que limpe as solas com uma escova seca, para retirar toda a sujeira da rua. Depois de arejados, você pode acomodá-los em um local adequado e bem organizado.

 

DE OLHO NA LIMPEZA

Se você não tem um tempinho diário para higienizar os calçados que usa, separe uma horas na semana para cuidar de todos eles. Limpar o lado externo é um ponto fundamental para preservar a aparência. Mas, claro, cada modelo exige um tipo de limpeza diferente.

 

*Sapatos de couro

Não há material melhor para limpar do que uma boa flanela úmida. Passe-a delicadamente sobre a superfície, sem molhar demais (isso pode estragar o couro). Produtos que não são especiais para couro também não são recomendados. Além das opções especializadas, é possível utilizar métodos alternativos.

Se você possui um sapato de couro claro, com manchas que não saem, experimente passar um pouco de gasolina ou claras em neve. Já se o sapato for escuro, o ideal é limpar as manchas com a parte interna da casca da banana (sim, pode testar!). Caso o sapato já esteja mofado, utilize vaselina ou glicerina para retirar os resíduos.

 

*Sapatos de tecido

Calçados revestidos com tecido exigem cuidados e não podem ser limpos de qualquer forma, por serem mais sensíveis e suscetíveis a manchas. Evite colocá-los na máquina de lavar roupa, isso pode garantir a limpeza, mas corre-se o risco de amassar ou estragar o sapato para sempre. Prefira a higienização manual, começando com uma escova sobre a superfície seca.

Em seguida, prepare uma mistura especial para sapatos de pano: água, sabão neutro e bicarbonato de sódio. Com a ajuda de uma escova pequena, aplique a mistura sobre o sapato e passe um pano úmido para finalizar. Insira algumas folhas de jornal na parte interna, para evitar que percam a forma e deixe-os secarem à sombra.

 

*Sapatos de camurça

A camurça costuma ser um material mais delicado e mais difícil de manter limpo, principalmente se for clara. Para limpar calçados em camurça utilize escovas com cerdas supermacias. Passe-as ainda secas sobre a superfície. Para sujeiras mais pesadas, misture um pouco de água com condicionador (branco).

Caso a camurça seja clara, você ainda pode optar por utilizar uma borracha escolar para passar sobre as manchas. Manchas em camurças em geral também podem ser retiradas com miolo de pão ou algodão molhado com éter, caso sejam de gordura.

 

Mas, nem só de aparência sobrevivem os sapatos. Olhe para dentro deles e veja o quanto é essencial que estejam com bom odor, sem mofo e com o forro conservado. Para isso, vale aproveitar a limpeza externa para já cuidar da parte interna.

*Palmilhas

As palmilhas precisam de atenção, pois costumam ficar feias e gastas ao longo do tempo. Mantê-las limpas é muito importante para evitar a proliferação de bactérias. Comece retirando-as dos calçados e removendo o excesso de sujeira com uma escova. Misture água morna com sabão neutro e, com uma esponja, aplique a solução sobre as palmilhas, esfregando bem. Enxágue-as e deixe-as imersas em uma solução de água quente com vinagre por duas horas. Enxágue-as novamente e deixe secar à sombra.

 

*Mau cheiro

Se seus sapatos são novos, evite que fiquem com mau cheiro realizando todas as dicas de limpeza apresentadas acima. Aplique talco antes de calçá-los, a fim de evitar que o suor seja absorvido pelo sapato.

Caso seus sapatos já apresentem mau cheiro, você tem algumas opções para eliminá-lo. A primeira é utilizar o infalível bicarbonato de sódio: basta colocar uma colher dentro de cada sapato, deixar agindo por uma noite e retirar dos sapatos pela manhã. Outra opção é fazer o mesmo com cascas de limão e laranja ou algumas folhas de sálvia e lavanda.

 

ORGANIZAÇÃO

Depois de garantir a limpeza de seus pares, vale investir um tempo pensando no modo como você vai organizá-los. O momento pode não ser tão rápido, mas é um investimento: arrumando seus sapatos de uma forma adequada, você ajudará a preservá-los, terá uma noção sobre todos na hora de escolher e evitará bagunças desnecessárias – essas, sim, tomam tempo.

Comece escolhendo o móvel ideal. Nunca guarde seus calçados junto com suas roupas, isso não é nada higiênico. Sapatos precisam de locais específicos. A melhor alternativa é investir em uma sapateira, assim, todos os seus itens ficam à mostra, bem acondicionados e arejados.

 

Mas, não basta ter uma linda sapateira multiuso se você não souber organizar seus sapatos dentro dela. Anote essas dicas!

 

  • *Caso tenha muitos pares, um segredo é não colocá-los lado a lado, mas com um pé virado para frente e um para trás. Jamais sobreponha seus sapatos!
  • Os sapatos menores, como sapatilhas e chinelos de dedo, podem ser armazenados em uma caixa única, isso também a ajuda a economizar espaço e evita que fiquem bagunçados por terem menos estrutura.
  • As botas de cano alto precisam ser armazenadas com um enchimento interno, para que não percam a forma. Aposte em um folhas de papelão ou espaguetes de piscina cortados.
  • Ao invés de organizar os andares de sua sapateira por modelos de calçado, separe por uso: aqueles usados diariamente (esses ficam mais à altura dos olhos), usados em ocasiões especiais e os da estação oposta (que podem ficar mais “escondidos”).
  • Mantenha somente o que você usa. Separe os calçados que não usa mais e veja se ainda é possível recuperá-los ou usá-los. Se não, doe-os!

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://novidades.decibal.com.br/2017/07/27/cuidados-com-sapatos/

Imagens: Google

Área de Serviço organizada

A lavanderia é muito importante numa casa, porém também costuma ser o cômodo mais esquecido da mesma.

 Não é espaço de visita e, na maioria das vezes, evitamos ao máximo passar muito tempo por lá. Geralmente trata-se de um espaço pequeno, muitas vezes colado na cozinha. 

A lavanderia deve ser prática, funcional e organizada. É por isso que hoje eu trouxe algumas dicas simples de como organizar a lavanderia e facilitar a sua rotina doméstica! Vamos lá?

 

1- Faça uma lista de tudo o que você precisa guardar na lavanderia

Antes de efetivamente começar a pensar na organização e na otimização do espaço na lavanderia, faça uma lista de tudo o que você precisa guardar ali. A sua lista será basicamente assim:

  • ♦ Baldes
  • ♦ Mangueira
  • ♦ Aspirador de pó
  • ♦ Vassouras, rodos e pás
  • ♦ Produtos de limpeza
  • ♦ Sacos de lixo
  • ♦ Panos de limpeza
  • ♦ Cestos de roupas sujas
  • ♦ Tábua de passar

Essa tarefa é importante para que você saiba com certeza quanto espaço vai precisar para guardar e organizar todo o necessário. Com essa lista em mãos, é hora de começar a planejar a organização da lavanderia!

 

2- Separe os produtos de limpeza por categoria

Uma maneira simples e eficaz de colocar ordem na lavanderia é separar e guardar os produtos de limpeza por categoria. Organize-os nas prateleiras, armários ou estantes por tipo de utilização: produtos para lavagem de roupas, produtos para limpeza da casa, desinfetantes e desengordurantes e etc. Se a sua lavanderia não é planejada e você não tem armários ou prateleiras suspensas para organizar os produtos de limpeza, considere instalar algumas ou use cestos que podem ser fixados na parede. É importante manter os produtos de limpeza longe do alcance de crianças e animais de estimação.

 

3- Pendure o que puder

Otimize o espaço. Quanto menos coisas espalhas pelo chão houver, melhor. Instale ganchos na parede ou em armários altos para pendurar vassouras, rodos e pás.

 

4- Use cestos para organizar as roupas 

Tenha um conjunto de cestos de roupas sujas que possam ser levados e trazidos da lavanderia. Você pode separar as roupas por tipo ou cor para facilitar na hora da lavagem. Um cesto de roupas sujas pode ficar no banheiro e ser trazido para a lavanderia para que as roupas sejam lavadas. Um outro pode ser usado para para levar as roupas limpas, já dobradas, para o guarda-roupa.

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.casinhaarrumada.com/2015/05/organize-cada-comodo-3-como-organizar-a-lavanderia.html

Imagens: Google