Você precisa assistir essa série!

Oi migas!

Preciso ter esse papo com vocês, pensei, repensei mil vezes como iria abordar esse tema, e aqui estou! (Que drama).

Passando pelas inúmeras opções na Netflix sem gostar de nada, acabei parando em uma série que me chamou a atenção: As Telefonistas (Las Chicas Del Cable, no original).

As Telefonistas é a primeira série espanhola da Netflix, que estreou em 2017.  Ela se passa nos anos 20 em Madri, mais precisamente em 1928.

A série tem duas temporadas e agora em Setembro vai sair a terceira (thank’s God!).

A trama da série gira em torno de quatro mulheres: Alba (Lídia), Ángeles, Carlota e Marga; tendo Alba como personagem de mais destaque entre as quatro.

A série se chama “As Telefonistas” porque a história das quatro personagens se cruzam na maior companhia telefônica de Madri.

Não vou focar na trama da série em si, então se você quiser saber mais assista! Te garanto que não vai se arrepender!

Quero nesse post abordar os temas principais dessa série, que são os temas que mais mexeram comigo e me fizeram refletir.

 

1- O papel da mulher na sociedade

As mulheres nos anos 20 simplesmente não tinham direito algum. Não tinham direito ao voto, não tinham voz, não podiam se divorciar, não eram livres. A série mostra como as mulheres eram ridicularizadas e menosprezadas naquela época, mas também, em sua grande maioria, mostra a luta de quatro amigas, que trabalham em uma grande companhia telefônica, se juntam para lutar por liberdade e independência, seja dos seus maridos, pais ou da própria sociedade em si.

A maior conquista que tiveram foi poder trabalhar fora. Para muitas essa era a única e melhor chance de suas vidas. . Se você é a favor das causas feministas e luta para que homens e mulheres possam ter seus direitos iguais, te adianto que vai amar a série.

 

2- Machismo e relacionamento abusivo

As cenas da Ángeles são muito fortes, prepare-se para sofrer junto com ela. Ángeles é casada e mãe de uma menina, seu marido é um tremendo cafajeste, manipulador e opressor.

Ele a trai com diversas mulheres, e quando Ángeles decide dar um basta nessa situação é agredida e ameaçada pelo marido. O pior de tudo é que a lei estava do lado dele e não dela! Um absurdo!!!

A história de Ángeles infelizmente continua se repetindo, e é muito atual em nossa sociedade.

 

3- Pais intolerantes

Carlota é de família rica,filha de militar e busca a independência, se ‘desvincular’ de seu pai.  Ela enxerga no emprego de telefonista a grande chance de sua vida. Mas seu pai não aceita.

Vendo a situação de Carlota comecei a pensar: até que ponto os pais podem (e devem) interferir na vida de seus filhos?

 

4- Homossexualismo

Se a vida era difícil para as mulheres, imagine para quem era homossexual!

Sara (um tipo de supervisora das telefonistas) tem um “caso” com Carlota, duas mulheres fortes, ativistas pela luta feminina e descobrindo a força que a mulher pode ter, seja em qual tempo ela estiver.

Outro tema que continua acontecendo hoje, desprezo, julgamento, ódio e falta de respeito com os homossexuais.

 

5- Mulheres fortes

Essa é uma virtude da série ‘As Telefonistas’, pois com a trama voltado quase que totalmente para o romance e as lutas femininas, conseguimos extrair das cenas como podemos ser fortes, enquanto mulheres. Podemos ser livres, donas da nossa própria vida e o quanto teremos que ser fortes para conseguir almejar mais espaço.

 

Tudo o que nós mulheres conseguimos hoje, devemos a essas mulheres que foram á luta e não tiveram medo de bater de frente com uma sociedade tão cruel e autoritária. ‘As Telefonistas’ vale cada segundo. Assista!!

 

No início de cada episódio, e em alguns casos, também no final, somos introduzidos a uma narrativa de Alba, ou Lígia Aguilar, personagem principal da trama. As reflexões, muitas vezes são uma introdução sobre o tema do próprio episódio, nos preparando para o que está por vir. Apesar de algumas vezes serem pensamentos um tanto clichês, fazem bastante sentido sobre o tema abordado.

 

” Na vida há sempre decisões a serem tomadas. Ás vezes, são pequenas e insignificantes. Outras vezes, são enormes e podem mudar tudo para sempre. “Sim” ou “não” podem significar uma vida cheia de felicidade ou de tristeza. Pois quando não podemos ter tudo, temos que escolher. E quando escolhemos, há sempre o medo de cometermos um erro. “

 

 

Preciso dizer que me apaixonei pela trilha sonora da série, a princípio me incomodei bastante com a escolha das músicas (se você assistir vai entender o por quê), mas depois… Não consigo mais parar de ouvir!

*Trilha sonora da série AQUI!!

 

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.blogsendoutil.com/serie-as-telefonistas/

https://universoretro.com.br/10-frases-da-serie-as-telefonistas-para-refletir/

Imagem: Google

Acredite em você!

Com estas palavras, eu espero lhe proporcionar um pouco de conforto e dar a força necessária para que enfrente este difícil momento. Foque seu pensamento em coisas positivas e esqueça as ruins. Bloqueie todo pensamento negativo e derrotista. A superação começa na nossa mente!

É importante que confie e acredite em você mesmo e no seu triunfo. Tenha fé e esperança, e lute com todas as suas forças pela superação. Com determinação tudo se consegue, e quando se plantam coisas boas, logo logo se colhem coisas melhores.

Eu acredito em você, acredite você também!

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.mundodasmensagens.com/mensagem/reflexao-eu-acredito-em-voce.html

Imagem: Google

Supere suas Barreiras

Para realizar nossas metas precisamos vencer vários tipos de obstáculos que a vida nos impõe. Barreiras como falta de dinheiro, falta de tempo, excesso de estresse, entre outras dificuldades que põem à prova a nossa força de vontade e nos fazem dar ainda mais valor às nossas conquistas.

Dificilmente algo que não demandou suor e empenho gerará prazer igual à conquista de algo que nos deixou diversas noites sem dormir.

Portanto, busque ver nas barreiras impostas pela vida algo que lhe fortalecerá e transformará a realização de seus sonhos em algo ainda mais especial. Olhar para trás e enxergar um trajetória aberta em meio às dificuldades faz da sua conquista

algo admirável e prazeroso.

Os medíocres, aqueles que fazem apenas o que é comum e corriqueiro, têm imensa dificuldade em enxergar que por trás de toda dificuldade há uma oportunidade única.

Portanto, encare as barreiras da vida com bom ânimo e determinação. São elas que fazem com que objetivos maiores sejam alcançados apenas por aqueles que têm disposição e energia para enfrentar o caminho das pedras. São elas que fazem aflorar os verdadeiros campeões.

Tenha confiança e siga em frente. Faça valer a sua determinação, acima de todos os medos e dúvidas que tentam assombrá-lo.

Roberto Shinyashiki

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.refletirpararefletir.com.br/textos-de-motivacao

Imagem: Google

Saudades de um tempo que não volta mais

Esses dias bateu uma saudade da minha infância e adolescência… comecei a escutar as músicas e bandas que eu amava e veio toda aquela nostalgia.

Ser criança é muito bom e duvido que não haja uma pessoa se quer que não tenha vontade de voltar a ser criança. A adolescência podia ser mais difícil, mas ainda assim sentimos falta de quando éramos adolescentes e chorávamos ouvindo música no rádio pelo amor não correspondido! kkkkk

Como sinto falta dos meus amigos da época, da escola, das roupas… pelo menos os anos 90 voltaram com tudo na moda.

Li um texto que descreve bem esse meu sentimento e quero compartilhar com vocês:

 

“Brincar de casinha, pique esconde, pega-pega, passa anel, boneca, barbie, queimada… Enfim, essas eram algumas das muitas brincadeiras que eu e minha irmã adorávamos.

Exalto minha infância e me orgulho do passado em que a minha única preocupação era trazer um boletim completo de notas azuis e não ser pega pelo homem do saco (que criança não morria de medo?) Eram dias de alegrias, manhas, brincadeiras e guloseimas (quem não adorava aquele suquinho de revólver de plástico que vendia-se nas feiras?). Sempre estava rodeada de amiguinhos, brincadeiras, sonhos e tudo que eu queria era fácil de se conseguir; bastava entrar no mundo da imaginação e lá tudo era possível.

Atualmente, os pequeninos querem ser gente grande. Vejo as crianças cada vez mais consumistas, mais ligadas às coisas superficiais, trocando as bonecas e os carrinhos por videogames e substituindo as tardes correndo no quintal para ficarem sentadas em frente a um computador. Não sabem o que é pular amarelinha e não conhecem os personagens dos programas e desenhos que fizeram parte da minha vida, como o Castelo-Rá-Tim-Bum, Glub-Glub, Caverna do Dragão, Anos Incríveis, Corrida Maluca, X-tudo… só de falar me bate uma saudade e me vejo assistindo um desses programas educativos.. como eu me divertia. Hoje tenho pena das crianças, tente assistir um desenho infantil e você saberá o porquê.

A infância é uma fase na vida de qualquer pessoa que não deve ser deixada de lado e muito menos ultrapassada. É a melhor fase, na minha opinião. Um mundinho sem maldades, sem preocupações, sem mentiras e que tudo é diversão!
Cresci, ainda tenho sonhos, não posso mais passar o dia só brincando, tenho deveres e muitas preocupações e aquele meu mundinho onde tudo é possível continua vivo, mas sei que hoje a porta de acesso nem sempre está aberta!”

 

Vocês também queriam voltar a ser criança? Tudo era bem mais fácil, né?!

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://alineescreveaqui.wordpress.com/2009/02/12/ai-que-saudades-que-eu-tenho-da-minha-infancia-querida/

Imagem: Google