Intensificador de tons funciona?

Ganhei uma máscara intensificadora de tons escuros da minha amiga Ana, achei super legal e nunca tinha visto.

Mas antes de falar se a máscara funciona ou não, preciso contar um pouco da história do meu cabelo…

Meu cabelo natural é castanho médio. Eu sou “a louca do ruivo”, amo de paixão tons ruivos acobreados, um dia criei coragem e pintei meu cabelo de ruivo acobreado. Ficou lindo! Como nessa época eu tinha acabado de entrar no meu antigo emprego, várias pessoas me paravam no elevador ou nas escadas para perguntar se eu era ruiva de verdade, de tão natural que ficou em mim. Eu me achava de cabelos ruivos kkk

Fiquei no ruivo por um ano, mas a tintura começou a danificar os fios do meu cabelo. Ele já não tinha mais brilho e ficou ressecado.

Como eu não ia ter paciência de esperar meu cabelo crescer para a tintura sair, fui lá e passei uma tinta preta. A pior burrada da minha vida! Deveria ter passado um castanho.

O preto não ficou feio em mim, meu cabelo ficou super brilhante e cheio de vida. O problema foi que do dia pra noite eu resolvi deixar meu cabelo no tom natural novamente.

Quando meu cabelo começou a crescer nem dava pra ver a diferença de tons, mas agora que já cresceu bastante a diferença é gritante! E isso me incomoda muito!!!

Até que um dia a Ana me falou que estava usando a máscara intensificadora de tons para cabelos escuros e estava gostando do resultado. Fiquei interessada para ver se funcionaria em mim.

Depois de uns dias ele me mandou mensagem dizendo que estava me mandando a máscara por correio (não moramos na mesma cidade). Amiga top é outra coisa né?!

A máscara que ela me mandou é a Máscara Preto Intensificador de Tons Sem Amônia Intensive Repair Profissional da Triskle. Vem 300g  no pote.

A Máscara Preto Intensificador de Tons Sem Amônia Intensive Repair Profissional  realça a coloração dos cabelos, promovendo brilho intenso e tons muito mais vivos. Seus ativos especiais atuam diferentemente na fibra capilar devolvendo os nutrientes e vitaminas essenciais, além de proteger os fios, prolongando a duração da cor.

O fabricante recomenda o uso após lavar os cabelos com shampoo. Retire o excesso de água com uma toalha e aplique a máscara por todo o cabelo, massageando mecha a mecha. Aguarde por 30 minutos e enxágue bem até eliminar o excesso do produto. Ah! Use luvas porque mancha!!

Eu adorei o resultado, realmente a máscara faz o que promete. Ela vai saindo conforme você for lavando o cabelo.

Obrigada Ana!!!<3

 

 

Veja abaixo o Antes e Depois da máscara:

 

 

Depois

 

O que vocês acharam do resultado? Está aprovado?

 

Link para comprar a máscara da Triskle >>> https://www.perfumariaseiki.com.br/mascara-preto-intensificador-de-tons-sem-amonia-intensive-repair-profissional-300g—triskle-57352/p

 

 

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Obs: não contém propaganda paga.

Imagem: Google

 

Teste: Descubra qual cor fica melhor em você

A análise cromática é uma área da consultoria de imagem e pode ajudar muito a determinar o que combina ou não combina para cada pessoa. 

Para chegar aos resultados, são analisados os subtons da pele, ou seja, o que está embaixo dela – a temperatura: quente, fria ou neutra. Neste momento, não é a somente a cor da pele propriamente dita que importa. Por exemplo, existem peles negras que têm a temperatura fria e peles brancas com a temperatura quente. Em resumo, de acordo com a análise cromática, pele fria é a que apresenta tons mais rosados e quente a que apresenta tons mais amarelados. 

Já as peles neutras se caracterizam por um tom pastel, que fica entre os rosados e amarelados. Se você tem pele branca e não se queima facilmente ao sol, é uma indicação de que sua pele é neutra.

Isso a gente descobre por meio de um teste feito com tecidos de várias cores colocados na frente do rosto e  diante da iluminação certa, em um ambiente controlado. Assim, descobre-se qual grupo de cores cai melhor, qual combina e valoriza o subtom da pele.

A cor “certa” realça cor de boca e maçãs, ou seja, parece que você passou um batonzinho e um blush, mesmo que não tenha usado nada, disfarça imperfeições da pele e dá um brilho ao olhar. A cor “errada”, deixa o rosto mais abatido, mostra olheiras e manchinhas, põe uma espécie de sombra no rosto ou faz a pessoa parecer “amarelada”.

Comece a prestar atenção no fato de que algumas cores deixam você mais bonita. Geralmente as pessoas confundem essa paleta com as cores que gostam. Ou com preconceitos a respeito de cor (“loiras ficam bem de vermelho”, por exemplo). Mas, experimentando, você pode ter uma noção de que algumas cores valorizam seu rosto e sua expressão e outras põem você para baixo. Em maquiagem isso fica muuuuito óbvio pois alguns tons de batom ou de blush “apagam” imediatamente nossa expressão. Em roupa é um pouco mais complicado, mas uma dica é aquela roupa que você gostou, tentou usar diversas vezes, mas acaba tirando por achar que algo não ficou bom. Geralmente essa sensação tem a ver com a cor errada.

Se você não sabe sua cartela de cores, pode ir na tentativa e erro. Mas atente que, quando não fica bem com uma roupa e não sabe porque, ao menos vai ter uma noção do que te desvaloriza. E, se todo mundo te elogia quando você veste aquele suéter rosa bebê, talvez essa seja uma de suas melhores cores.

 

Para ajudá-la a determinar as tonalidades que mais combinam com você, que tal fazer uma análise cromática sozinha mesmo?

 

Para isso você vai precisar de: 

1. Espelho com luz natural (prenda os cabelos e retire toda a maquiagem);

2. Uma peça de roupa numa cor quente (laranja é uma boa cor 
para fazer isto); 

3. Uma peça de roupal numa cor fria (pink é perfeito); 

4. Uma blusa branca; 

5. Uma blusa off-white ou marfim. 

Em seguida, fique em frente ao espelho e repare bem na cor de seus olhos, cabelos (cor natural) e a pele. São estes três que vão te ajudar a determinar o seu subtom com precisão. Perceba bem se estão mais perto de tons quentes ou frios, tire fotos para te ajudar a comparar os tons. Após isto, coloque as camisas, uma de cada vez em volta do pescoço e observe. Neste momento, vá brincando com elas, junte duas cores, veja uma só, e continue analisando. Você vai ver que algumas te realçam bem mais que as outras. 

 

 

Agora confira quais são as cores mais indicadas para peles frias e quentes:

FRIAS

 

 

QUENTES

 

 

Características da pele quente 

1. Caso sua pele seja em tom verde-oliva ou ouro e se bronzeia com facilidade, indica ser uma pele quente. Cabelos louro escuro, marrom dourado, castanho e ruivo são os mais comuns em pessoas com pele quente, assim como olhos castanhos ou verdes. Se tiver a maioria destes atributos, você tem um tom quente. Olhos marrons, verdes ou castanhos, com alguns tons de laranja, amarelo, vermelho ou dourado; 

2. As veias na parte inferior de seu pulso são mais verdes do que azuis (você pode vê-las em luz natural); 

3. As joias em tons de ouro ficam melhores em você; 

4. Você fica ótima em roupas em tons quentes (laranja, vermelho, amarelo, são alguns exemplos). O branco puro lhe deixa um pouco pálida, mas o off-white cai bem melhor. 

 

 

Características da pele fria 

1. Se sua pele é clara ou pálida e queima com facilidade na exposição ao sol, é uma indicação de uma pele fresca ou fria. Seu cabelo pode ser preto, castanho escuro, castanho ou um louro cinza. Seus olhos são geralmente azuis, azul esverdeado, azul turquesa ou tons frios de castanho e cinza; 

2. As veias na parte inferior do seu pulso são azuladas; 

3. As joias em tons de prata ficam melhores em você; 

4. Você fica ótima em roupas em tons frios (lilás, azul claro, verde água, são alguns exemplos). 

 

 

Características da pele neutra 

Se, ao fazer os testes acima, você concluiu que fica bem em todos as tons, você tem a pele neutra e é sortuda também. A maioria das pessoas se enquadram nessa categoria têm uma mistura de cabelo e cor dos olhos que corre entre as duas temperaturas. Você pode usar muito mais combinações de tons!

 

Conseguiu descobrir qual cor fica bem em você? Conta pra mim!!

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://emais.estadao.com.br/blogs/moda-na-pratica/descubra-a-cor-certa-para-voce/

https://www.bonde.com.br/comportamento/moda/faca-o-teste-e-descubra-quais-tons-de-roupa-mais-combinam-com-voce-343883.html

Imagens: Google

Cabelo curto ou comprido? Descubra (de uma vez por todas) o comprimento ideal para você!

Sou daquelas que acha cabelo compridão lindo, mas também sou daquelas que ama cabelo curto!

Atualmente estou deixando meu cabelo crescer, quero deixar ele até na cintura, isso se tornou uma meta pra mim porque sempre que começava a deixar o cabelo crescer, me dava um estalo e cortava o cabelo bem curto!

Já tive cabelo bem curtinho mesmo, médio e agora longo, nunca tive medo de cortar o cabelo e mudar.

Mas vocês já repararam que tem gente que fica linda de cabelo curto, mas não fica tão bem de cabelo comprido e vice-versa?

Pensando nisso, resolvi fazer esse post para sanar de uma vez por todas essa dúvida tão frequente da mulherada!

O cabelo é a moldura do rosto, e antes de cortar os cabelos temos que atentar ao comprimento, corte, franja…

Para descobrir se você fica melhor com cabelo comprido ou curto existe um “teste” muito simples, vamos lá:

 

*Posicione uma caneta/lápis abaixo do seu queixo na horizontal. Com o lápis/caneta posicionado, coloque uma régua abaixo de sua orelha na vertical. É importante que seu rosto esteja bem reto (faça isso olhando para um espelho).

 

*Se depois de medir você verificar que tem até 5,5 cm de comprimento entre sua orelha e seu queixo, o ideal para você são cabelos curtos.

 

 

*Se a medida entre sua orelha e seu queixo passar de 5,5 cm, significa que você fica melhor de cabelos compridos.

 

Peguei a Selena Gomez e a Sarah Jessica Parker como exemplo porque elas tem tipos de rosto completamente diferentes e as duas já tiveram cabelo curto e comprido. Pelas fotos fica nítido qual é o melhor comprimento para elas, não é?! O rosto da Selena fica bem mais harmônico com cabelo curto, e o da Sarah fica mais harmônico com cabelo comprido.

 

É claro que tudo na vida tem seus prós e contras, e com os cabelos não é diferente!

Cabelos curtos – prós

Lavar e secar o cabelo rapidamente, quanto mais curto o seu cabelo for, mais saudável é. Não precisa de se preocupar muito com o tipo de shampoo que usa ou com a eficácia do condicionar. Não sentir tanto calor. Ser diferente da maioria das mulheres, cortes curtos e arrojados. Fazem-na parecer mais nova e com mais personalidade. Qualquer look ou maquiagem brilha mais com cabelos curtos. O cabelo vai crescendo e pode ter vários looks em cada seis meses.

 

Cabelos curtos – contras

Não tem muitas variedades de penteados. Alguma dificuldade para fazer penteados, porque não se consegue chegar à parte de trás do cabelo. Ter que ir mais que 2 vezes por ano cortar o cabelo, se o quiser manter curto. No entanto, isso também o vai deixar saudável.

 

Cabelos compridos – prós

Ótimo para fazer penteados e ter looks diferentes todos os dias.  Poder fazer um alto e lindo rabo de cavalo. Poder fazer os próprios penteados, é mais fácil porque o cabelo acaba por não escorregar.

 

Cabelos compridos – contras

É preciso ter muita paciência e tempo. Demora imenso tempo a lavar e a secar. Um maior gasto de produtos para o seu cabelo. Quanto maior for o cabelo, mais calor tem a mulher. Facilidade em fazer nós e embaraçar-se.

 

 

Obs: se você ama cabelo curto ou comprido, fique a vontade para usar o corte que mais lhe agrada, independente das medidas que você tiver. Esse post é só para te mostrar o cabelo que ficaria melhor para você, ok?!

 

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.maxima.pt/beleza/cabelos/detalhe/afinal-cabelo-curto-ou-cabelo-comprido

https://www.youtube.com/watch?v=UGQsHCwqUEY

Imagens: Google

Manual do Jeans: descubra o modelo de calça ideal para você

A calça jeans é uma peça indispensável no guarda-roupa feminino pois é versátil, ela pode ser despojada ou chique, dependendo da ocasião.

Sem dúvida poucas peças são tão democráticas quanto a calça jeans!

Existem inúmeros modelos de jeans e saber usar o modelo ideal para você pode deixar sua silhueta mais harmônica e evidenciar o que você tem de mais bonito.

Veja as dicas abaixo:

 

SKINNY – evidencia o quadril

O modelo justinho valoriza as curvas e é facilmente adaptável. Mulheres mais baixinhas, por exemplo, devem apenas evitar que este tipo de calça fique acumulado no tornozelo para impedir o achatamento e um acabamento feio. Por isso, fazer bainha é indispensável. Investir no saltão e na cintura alta também são ótimos truques para alongar a silhueta.

 

FLARE – disfarça o quadril

Tem a cintura mais alta e boca ampla, estilo anos 70. Por isso, ela leva vantagem quando a ideia é neutralizar o quadril largo. Ela direciona o olhar para a barra. Outra vantagem do modelo é a sua capacidade de alongar a silhueta. Não à toa, exige comprimento superlongo – quase arrastando no chão – e salto alto. Ideal para compor um look de trabalho!

 

RETA – afina a silhueta

A tendência “normcore” transformou a calça reta em uma peça-chave da estação. Ela fica entre a skinny e a boyfriend, por isso, é superprática. Na hora de usar, dobre a bainha e deixe o tornozelo à mostra. Isso dá a ilusão de que a canela é mais fina, criando a ilusão de óptica tão desejada.O shape reto permite ainda que a proporção do quadril seja neutralizada com facilidade. Camisetas, botas de cano curto e sandálias estilo Birkin são seus parceiros ideais.

 

JEGGING – conforto e curvas desenhadas

Jegging é a mistura de jeans com leagging. Apesar de não ser uma tendência, a jegging é uma boa alternativa para ter no closet. Ela é super confortável e fica ótima com os tênis, que saíram da academia e ganharam os looks do dia a dia.

 

BOYFRIEND – aumenta as proporções

Tanto para um visual sofisticado, quanto para um mais casual, ela é perfeita. Ou seja, pode ser arrematada com saltos finos, Birkin, sapatilha, flat ou loafer – só depende do estilo que se quer adotar no dia.  Em lojas femininas, elas ganham um shape mais retinho que funciona melhor no corpo da mulher. Mas como a ideia é desconstruir, o ideal é roubar do parceiro ou pegar em um brechó. O fundilho mais baixo deixa o caimento mais solto e interessante. E quando for usar, é bacana enrolar a bainha de maneira despretensiosa.

 

Se você é baixinha e quer parecer mais alta, veja essas dicas:

  • Os modelos justos como o skinny são os melhores para alongar a silhueta;
  • Evite calças jeans rasgadas e com lavagens mais claras (chamadas de bigode);
  • Calças de cintura média e alta podem fazer você parecer mais alta;
  • Calças flare alongam a silhueta e ficam melhor quando usadas de salto alto, o que garante vários centímetros extras;
  • Não esqueça de fazer a bainha nas calças, pois tecido sobrando deixa o visual feio e compromete o caimento da peça.

 

Se você tem os quadris largos e bumbum grande e quer disfarçar, veja essas dicas: 

  • Mulheres que querem disfarçar quadris largos devem evitar jeans desbotados e desgastados;
  • Opte por calças jeans sem bolsos ou detalhes (efeitos ou texturas) na frente e nas laterais;
  • Calças retas são as melhores para disfarçar quadris e bunda, e se você usar com a barra da calça dobradinha, mostrar o tornozelo e a canela fazem parecer que a silhueta é ainda menor;
  • Use pantacourts em tom mais escuro e mais opaco que a parte de cima;
  • Calças flare e boot cut (que tem a boca levemente aberta) ajudam porque chamam a atenção para a barra da calça e equilibram a silhueta;
  • Evite calças de cintura baixa, dando preferência por cintura média ou alta.

Além da calça, pense em como desviar o olhar dessa parte chamando a atenção para outras partes do corpo, neutralizando a parte de baixo e chamando a atenção para a parte de cima, com cores, estampas, volume, detalhes, entre outros.

 

Se você tem coxas grossas, veja essas dicas:

O ideal é ficar confortável e chamar a atenção para a parte de cima do corpo, para equilibrar a silhueta.

  • Invista em lavagens mais escuras;
  • Calças retas e modelagens mais largas são as ideias para disfarçar coxas grossas;
  • Evite jeans desbotados, rasgados e desgastados na área das coxas;
  • Evite calças coloridas, estampadas ou jeans de tonalidades claras;
  • Evite calças skinny, que são muito coladas nas pernas.

 

Se você é muito magra, veja essas dicas: 

  • Se você tem o quadril pequeno ou é bastante magra, pode recorrer a detalhes nesta região do corpo. Lavagens desgastadas, aplicações e bolsos com pregas ou botões;
  • Se você é magra e baixinha, pode abusar do modelo skinny (que é o melhor para evidenciar as curvas), e o flare (estilo boca de sino), além dos modelos boot cut (reta até o joelho e larga na barra), pantalona e boyfriend (calça larga com cós alto);
  • Invista em calças claras e coloridas, além das estampadas;
  • Para evidenciar a cintura, use calças com cós alto e blusa mais justa;
  • Evite calças de cintura alta;
  • Para mais volume no bumbum, aposte em bolso na frente (tipo bolso faca) e bolsos grandes atrás;
  • Calças boyfriend podem ajudar bastante a dar volume, e combinam com saltos finos, Birkin, sapatilha, flat, loafer, tênis, oxford… experimente comprar calça jeans masculina ao invés de comprar uma boyfriend feminina!

Se você também for magrinha na parte de cima, também pode abusar de blusas com volume, cores vivas, estampas e detalhes.

 

Se você está acima do peso, veja essas dicas:

  • Invista em modelos de calça jeans straight (reta), boot cut (que tem a boca levemente aberta) e flare (boca aberta);
  • As calças de cintura média são ideais, porque não soltam e nem prendem demais as gordurinhas laterais e barriga, já que as calças de cintura alta prendem a barriga e as baixas fazem com que a barriga fique derramada;
  • Escolha calças que tenham muito elastano na composição, para ficarem mais molinhas;
  • O cós da calça (aquela região onde passa o cinto) mais grosso ajuda a segurar e disfarçar a barriga;
  • Se você for mais fina na parte de baixo do corpo, evite calças que afunilam, tipo skinny.

 

Se você tem ombros muito largos, veja essas dicas:

  • As calças straight (reta), boot cut (reta até o joelho e larga na barra), flare (antiga boca de sino) e pantalona são ótimas pedidas, pois dão equilíbrio ao volume dos quadris e dos ombros;
  • Evite modelos que “afunilam” o corpo, como as skinny.

Como a ideia é chamar atenção para a parte de baixo, prefira calças com cores claras e estampadas e, em contrapartida, aposte em blusas escuras e não muito chamativas.

 

Se você é alta, veja essas dicas:

  • O shape reto é mais neutro e pode ser uma aposta fácil na hora de combinar. Fica bem na maioria dos corpos e usando a calça jeans super básica reta, com o entrepernas maior e a lavagem blue tradicional, você garante conforto e um shape que favorece a silhueta.
  •  Se você é alta, mas seu caso é o tronco mais longo, invista na calça jeans com a cintura no lugar, para equilibrar os comprimentos do tronco e das pernas.
  • Além disso, a skinny também é uma boa pedida, já que pode ser usada com as barras dobradas, mais curtinhas para dar a impressão de uma altura menor.

 

Extra

A LAVAGEM CERTA – Assim como a modelagem, as lavagens também proporcionam efeitos distintos. As mais escuras – azuis e pretas – ajudam a “afinar” as coxas, tanto quanto o corte reto. São superneutras. Já as mais claras, cheias de puídos, dão volume à região, assim como as estampas.

ALTURA DA BARRA DA CALÇA – O ideal é a gente ter no nosso guarda-roupas um grupo de calças pra usar com salto e um grupo de calças pra usar sem salto. E a quantidade de peças em cada grupo tem que ser proporcional ao uso, mesmo. Pra quem usa salto a maior parte do tempo a maioria das calças tem que ser mais longa e umas poucas mais curtas. Quem só usa salto uma vez na vida e olha lá, não tem sentido ter um monte de calças longas. É guarda-roupas pra vida real e pra rotina que a gente tem!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.vestindoautoestima.com.br/corpo/calca-jeans-ideal-para-cada-corpo/

https://revistamarieclaire.globo.com/Moda/noticia/2014/09/guia-do-jeans-o-modelo-ideal-para-valorizar-cada-tipo-de-corpo.html

http://blog.damyller.com.br/moda-feminina/alturas-jeans-mulher-alta/

Imagem: Google