Enxergar o mundo com outros olhos não é pra qualquer um

Chega um momento em que você vê o mundo de forma diferente, já não é mais a mesma coisa de antes, você passa por coisas que já passou e não sente a mesma sensação de anteriormente, você tem os mesmos amigos mas não sente a mesma amizade, pessoas que antes eram essenciais em sua vida hoje já não são mais, e ao seu ver, muitas coisas já não fazem mais sentido. E aí você começa a ver e sentir os pequenos detalhes, começa a valorizá-los mais também.

A simplicidade das pessoas hoje te ganham, e o que não mais importa, você abre pensamentos em sua mente, que nunca imaginou pensar, e pensa “Caramba, quanto tempo eu perdi”. Mas tudo bem, algumas coisas serviram para que você crescesse e chegasse até aqui com esse pensamento hoje. E o hoje, para o hoje você imagina coisas que nunca imaginou, seus planos são completamente diferentes e seus sonhos talvez sejam ainda os mesmos, mas não os mesmos sabe?

Muitas outras coisas mudaram também, seu coração é uma delas, hoje ele te privilegia com sensações maravilhosas que talvez outras pessoas não sintam, e você já não sente mais vontade de compartilhar essa sensação com alguém que não tem a capacidade de sentir o mesmo que você, e mesmo ninguém mais sentindo, você já se sente feliz por ver e sentir o que todos olham com os mesmos olhos, mas que não tem a mesma capacidade de enxergar as coisas lindas que só você vê.

Existem momentos que você passa tanto bons quanto ruins, que te dão o privilégio de pensar diferente. Hoje você não chama mais qualquer pessoa de amigo, também não cria mais tantas expectativas sobre a vida, hoje você só vive, de um jeitinho que só você sabe e só você precisa saber, que te faz sentir bem assim. Enxergar o mundo com outros olhos não é pra qualquer um.

Texto: Letícia Pontes

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://proseandopoesia.com.br/texto/enxergar-o-mundo-com-outros-olhos-nao-e-pra-qualquer-um/

Imagem: Google

Decoração com tambor

Parece estranho usar tambor na decoração, né?! Mas juro que fica lindo!

Lembra quando o pallet era mal visto e agora praticamente todo mundo usa em casa para decorar? Pois é, o tambor é o novo pallet! rsrsrs

Prova disso é o monte de projeto incrível que aparece toda hora e que deixa a gente doido pra enfiar logo um na nossa decoração também. Eu estou louca por um tambor aqui em casa!!

Os tambores de aço, que são encontrados facilmente em diversas lojas do segmento, ou podem ser feitos por você mesmo, caso tenha habilidade para trabalhos manuais, com a ajuda de milhares de tutoriais que encontramos pela internet.

Alguns modelos possuem uma abertura frontal, perfeitos para serem utilizados como bar ou para armazenamento de livros, revistas, entre outros pertences.

Os mais simples, sem abertura alguma, servem com mesa de canto, criado-mudo e para qualquer outra finalidade que você quiser. As cores e estampas são das mais diversas, mas os mais utilizados são os de tons foscos com logos de marcas renomadas, como Chanel, Dior e Jack Daniels.

Mas obviamente que não há regras para fazer o que quiser com o seu barril de aço. Basta usar a criatividade para usá-lo de diferentes formas, para diversas finalidades e decorá-lo como quiser. 

Separei algumas ideias bem legais de como você pode usar esse objeto queridinho do momento na sua casa. Confira!

O que vocês acharam da ideia? Eu preciso de um tambor na minha casa!!!

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://www.tuacasa.com.br/barril-na-decoracao/

https://doedu.co/7-ideias-pra-usar-tambor-na-decoracao/

Imagens: Google

Hábitos do cotidiano que fazem mal e não percebemos

A nossa vida é feita de escolhas e o nosso comportamento fala muito sobre nós mesmos.

Por natureza, somos criaturas de hábito e, na maioria das vezes, fazemos as coisas sem perceber, na verdade.

Isso é uma coisa muita boa quando nossos hábitos são positivos porque nos tornam pessoas mais produtivas. Mas por outro lado, podemos também ter hábitos que afetam a outras pessoas ao nosso redor e até a nós mesmos, considerando que prejudicam nossa saúde.

Abaixo, há uma relação desses maus hábitos podem realmente ser muito prejudiciais para sua saúde mais do que você imagina!

Confira!!

1- Roer as unhas

Esse hábito pode danificar seus dentes, bem como a pele ao redor da unha, e pode resultar em infecção.

Além disso, você também pode contrair mais resfriados e outras doenças quando você coloca seus dedos, que geralmente transportam germes, na sua boca. Outro problema é que suas unhas podem ficar desordenadamente cortadas ou mal tratadas.

Muitas vezes, no entanto, esse hábito pode está relacionado à ansiedade ou estresse. Nesse caso, é importante descobrir e tratar o que está causando tudo isso e fazer coisas para poder controlar. Fale com o seu médico se você quiser ajudar a parar.

2- Prender os espirros

Quando fechamos a boca e tapamos o nariz durante um espirro, aumentamos consideravelmente a pressão intracraniana.

 A circulação cerebral é interrompida, os vasos sanguíneos são comprimidos, assim como os tecidos nervosos. Isso pode provocar dores de cabeça, danos aos vasos sanguíneos e até problemas nos ouvidos. Portanto, não se contenha: espirre o quanto quiser.

3- Má postura

Se você fica com as costas curvadas quando senta ou gosta de passar horas “largado” no sofá, cuidado.

Os músculos das costas e ligamentos têm de trabalhar mais para mantê-lo equilibrado e os resultados são dores na região e também de cabeça, além de fadiga. Portanto, fique sempre atento à postura, faça alongamentos e procure um ortopedista caso tenha problemas para se manter de maneira adequada. 

4- Estalar os dedos

Enquanto sua mãe pode ter insistido que o hábito vai levar à artrite (minha mãe chama minha atenção até hoje por causa disso!), pesquisas desmentem esse mito.

No entanto, Peter Bonafede, diretor médico do Centro de Artrite Providência, nos Estados Unidos, aponta casos de pacientes que deslocaram os dedos e rasgaram o ligamento do polegar. Fora isso, o som do estalar de dedos pode incomodar quem está por perto.  Diga aos seus amigos e familiares que quer abandonar o costume, o que o fará se sentir mais responsável para mudar. 

5- Ficar sentado por longos períodos

É fato: a maioria dos brasileiros passa muito tempo em cadeiras. Parte do problema é o local de trabalho moderno, onde você pode ficar sobre seu computador por horas a fio.

Isso diminui o metabolismo, o que significa que você pode ganhar peso. Também está relacionado a outros problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas. Para esses casos, no entanto, há uma solução fácil: basta levantar-se de vez em quando e se mover.  Até mesmo uma caminhada de 10 minutos por dia pode ajudar e fazer você não permanecer no sedentarismo.

6- Sabotar o sono

Se você não dorme o suficiente, você não está apenas se transformando em um zumbi durante o dia, mas também pode ter problemas mais sérios como aumento da pressão arterial, doenças cardíacas, diabetes e depressão.

Além disso, pode ser mais difícil para você aprender, recordar e memorizar coisas. Nesse caso, defina uma rotina de sono regular e mantenha-se firme nela.

E faça o seu melhor para obter o seu tempo de sono ideal, o que em média de 7-8 horas por noite.

7- Comer rápido

Comer de forma rápida pode deixá-lo menos satisfeito – e torná-lo mais propensos a comer demais ao longo do dia.

Se você diminui o ritmo, você pode sentir-se mais saciado com menos alimentos, pois o cérebro demora a receber a informação que você está satisfeito. Diante disso, seu corpo tem a chance de perceber que comeu o suficiente.

Nesse caso, uma dica pode ajudar a você focar enquanto come: coma com pequenas quantidades e mastigue-as bem.

Nosso cérebro, por natureza, procura manter os mesmos hábitos antigos (como se fosse automático) como forma de economizar energia (imagine toda vez que tivesse que dirigir ou abrir a porta de casa, tivesse que pensar em todos os passos para conseguir).

Por essa razão, o início do novo hábito é bem mais difícil devido ao costume, mas é exatamente nesse ponto que você está motivado para mudar e ser capaz de “ensinar” o novo hábito ao cérebro.

Claro, que existem outros fatores que devem ser levados em conta, mas aos poucos, o cérebro se acostuma com o novo hábito e o antigo já não incomoda mais. Pode não ser tão fácil, mas é possível e os resultados compensam, afinal, a saúde é sempre prioridade.

Você tem algum desses hábitos? Quais você gostaria de mudar?

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/bem-estar/aprenda-a-eliminar-8-habitos-que-prejudicam-a-saude,ecaa249b9dd6c310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html https://incrivel.club/criatividade-saude/habitos-cotidianos-que-prejudicam-nossa-saude-207810/

http://www.constantemente.com.br/maus-habitos-que-prejudicam-sua-saude/

Imagens: Google

Dicas práticas para organizar os documentos

Manter seus documentos e papelada em ordem é de extrema importância. Os papéis precisam de um lugar próprio e de fácil acesso.

Quem nunca precisou procurar um papel super importante e, na correria não conseguiu encontrá-lo? Comigo já aconteceu!

Quando os papéis se acumulam é muito fácil se perder na montanha deles que lotam as gavetas. O jeito é organizar a papelada.

Separei algumas dicas super legais para te ajudar, que eu utilizo também e facilitam muito a minha vida.

Confira!

1- Reúna tudo e jogue fora o que você não precisa mais

Apanhe uma caixa qualquer e comece a andar pela casa reunindo todos os papéis que estiverem espalhados ou em desordem. Olhe na sala, na cozinha, no escritório, no quarto e dentro de qualquer gaveta ou cantinho onde possa haver um papel espalhado. Coloque todos eles dentro da caixa sem se preocupar se este ou aquele devem ir para o lixo.

Despeje todo o conteúdo da caixa no chão e comece a organizar a papelada pensando primeiramente em quais documentos podem ser descartados. Não perca tempo arquivando papéis desnecessários. 

2- Separe por categorias

Por que categorizá-los? Assim fica mais fácil encontrá-los uma vez que estão separados por categorias. Para isso, pegue aquela pilha de documentos que precisam ser arquivados e comece a separá-los e organizá-los. Algumas das categorias mais comuns são:

Seguros – de carro, casa, vida, invalidez, médico.

Finanças – contas bancárias, contas de crédito, hipotecas, investimentos.

Propriedades – recibos relativos à casa (reformas, decoração, objetos de valor), manuais e recibos de equipamentos eletroeletrônicos, documentos de compra de automóveis e recibos de oficinas.

Impostos – recibos do ano em curso e outros documentos relativos a taxas em geral.

Registros médicos.

Registros veterinários

3- Organize os documentos em pastas

Agora que você já separou os documentos em categorias, é hora de começar a guardá-los. Existem caixas, maletas e pastas dos mais diferentes tamanhos, formatos e cores nas papelarias. Você deve escolher o método que melhor se adapte as suas necessidades. Por exemplo, se você vai guardar a papelada em uma gaveta grande, opte pelas pastas comuns e pastas sanfonadas.

4- Contas a pagar / pagas

É interessante criar um arquivo apenas para as contas a pagar. Separe uma pasta ou uma caixa apenas para isso. Você deve deixá-la sempre ao alcance das mãos para colocar ali todas as contas a pagar. Outra ideia: você pode também organizar as contas a pagar em uma pasta sanfonada onde cada divisão destine-se a um mês do ano e ir guardando ali as contas por mês de vencimento. Faça como parecer melhor para você!

Aqui em casa eu organizo da seguinte forma: as contas a pagar que vão chegando vamos colocando em uma caixinha, conforme elas vão sendo pagas eu coloco numa pasta sanfonada, onde separei pelos meses do ano. Todas as contas pagas de Janeiro ficam na separação de Janeiro na pasta sanfonada.

Quando o ano acaba, eu junto as contas pagas de todos os meses e guardo numa terceira caixa por um período. Depois, elas vão para o lixo.

5- Documentos pessoais

Também é muito importante cada membro da família ter uma pasta com seu nome.

Você pode usar uma pasta grande etiquetada com o nome da pessoa e dentro dessa pasta crias subcategorias, também etiquetadas.

EXTRA

Você tem dúvida com relação ao tempo que precisa guardar cada documento? Via de regras, são os seguintes:

Quais documentos guardar por 1 ano

♦ Contratos de seguro

♦ Canhotos do cartão de crédito

♦ Extratos bancários e dos cartões de crédito

Quais documentos guardar por 5 anos

♦ Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF)

♦ Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)

♦ Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)

♦ Comprovantes de pagamento de contas de água, luz, telefone e outros serviços essenciais

♦ Comprovantes de pagamento de aluguel

♦ Comprovantes de pagamento de cartões de crédito

♦ Comprovante de pagamento de mensalidades escolares

♦ Comprovante de pagamento de cursos livres

Quais documentos guardar por 10 anos

♦ Declarações de quitação do pagamento de condomínio

Quais documentos guardar para sempre

♦ Documentos pessoais

♦ Certidões

♦ Passaportes

♦ Escrituras

♦ Carnês do INSS

♦ Hollerites

♦ Testamento





Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://www.casinhaarrumada.com/2018/07/como-organizar-a-papelada-em-5-etapas-contas-e-documentos.html

Imagens: Google