Hábitos do cotidiano que fazem mal e não percebemos

A nossa vida é feita de escolhas e o nosso comportamento fala muito sobre nós mesmos.

Por natureza, somos criaturas de hábito e, na maioria das vezes, fazemos as coisas sem perceber, na verdade.

Isso é uma coisa muita boa quando nossos hábitos são positivos porque nos tornam pessoas mais produtivas. Mas por outro lado, podemos também ter hábitos que afetam a outras pessoas ao nosso redor e até a nós mesmos, considerando que prejudicam nossa saúde.

Abaixo, há uma relação desses maus hábitos podem realmente ser muito prejudiciais para sua saúde mais do que você imagina!

Confira!!

1- Roer as unhas

Esse hábito pode danificar seus dentes, bem como a pele ao redor da unha, e pode resultar em infecção.

Além disso, você também pode contrair mais resfriados e outras doenças quando você coloca seus dedos, que geralmente transportam germes, na sua boca. Outro problema é que suas unhas podem ficar desordenadamente cortadas ou mal tratadas.

Muitas vezes, no entanto, esse hábito pode está relacionado à ansiedade ou estresse. Nesse caso, é importante descobrir e tratar o que está causando tudo isso e fazer coisas para poder controlar. Fale com o seu médico se você quiser ajudar a parar.

2- Prender os espirros

Quando fechamos a boca e tapamos o nariz durante um espirro, aumentamos consideravelmente a pressão intracraniana.

 A circulação cerebral é interrompida, os vasos sanguíneos são comprimidos, assim como os tecidos nervosos. Isso pode provocar dores de cabeça, danos aos vasos sanguíneos e até problemas nos ouvidos. Portanto, não se contenha: espirre o quanto quiser.

3- Má postura

Se você fica com as costas curvadas quando senta ou gosta de passar horas “largado” no sofá, cuidado.

Os músculos das costas e ligamentos têm de trabalhar mais para mantê-lo equilibrado e os resultados são dores na região e também de cabeça, além de fadiga. Portanto, fique sempre atento à postura, faça alongamentos e procure um ortopedista caso tenha problemas para se manter de maneira adequada. 

4- Estalar os dedos

Enquanto sua mãe pode ter insistido que o hábito vai levar à artrite (minha mãe chama minha atenção até hoje por causa disso!), pesquisas desmentem esse mito.

No entanto, Peter Bonafede, diretor médico do Centro de Artrite Providência, nos Estados Unidos, aponta casos de pacientes que deslocaram os dedos e rasgaram o ligamento do polegar. Fora isso, o som do estalar de dedos pode incomodar quem está por perto.  Diga aos seus amigos e familiares que quer abandonar o costume, o que o fará se sentir mais responsável para mudar. 

5- Ficar sentado por longos períodos

É fato: a maioria dos brasileiros passa muito tempo em cadeiras. Parte do problema é o local de trabalho moderno, onde você pode ficar sobre seu computador por horas a fio.

Isso diminui o metabolismo, o que significa que você pode ganhar peso. Também está relacionado a outros problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas. Para esses casos, no entanto, há uma solução fácil: basta levantar-se de vez em quando e se mover.  Até mesmo uma caminhada de 10 minutos por dia pode ajudar e fazer você não permanecer no sedentarismo.

6- Sabotar o sono

Se você não dorme o suficiente, você não está apenas se transformando em um zumbi durante o dia, mas também pode ter problemas mais sérios como aumento da pressão arterial, doenças cardíacas, diabetes e depressão.

Além disso, pode ser mais difícil para você aprender, recordar e memorizar coisas. Nesse caso, defina uma rotina de sono regular e mantenha-se firme nela.

E faça o seu melhor para obter o seu tempo de sono ideal, o que em média de 7-8 horas por noite.

7- Comer rápido

Comer de forma rápida pode deixá-lo menos satisfeito – e torná-lo mais propensos a comer demais ao longo do dia.

Se você diminui o ritmo, você pode sentir-se mais saciado com menos alimentos, pois o cérebro demora a receber a informação que você está satisfeito. Diante disso, seu corpo tem a chance de perceber que comeu o suficiente.

Nesse caso, uma dica pode ajudar a você focar enquanto come: coma com pequenas quantidades e mastigue-as bem.

Nosso cérebro, por natureza, procura manter os mesmos hábitos antigos (como se fosse automático) como forma de economizar energia (imagine toda vez que tivesse que dirigir ou abrir a porta de casa, tivesse que pensar em todos os passos para conseguir).

Por essa razão, o início do novo hábito é bem mais difícil devido ao costume, mas é exatamente nesse ponto que você está motivado para mudar e ser capaz de “ensinar” o novo hábito ao cérebro.

Claro, que existem outros fatores que devem ser levados em conta, mas aos poucos, o cérebro se acostuma com o novo hábito e o antigo já não incomoda mais. Pode não ser tão fácil, mas é possível e os resultados compensam, afinal, a saúde é sempre prioridade.

Você tem algum desses hábitos? Quais você gostaria de mudar?

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa 

Bjsss L.C <3

Fonte: https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/bem-estar/aprenda-a-eliminar-8-habitos-que-prejudicam-a-saude,ecaa249b9dd6c310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html https://incrivel.club/criatividade-saude/habitos-cotidianos-que-prejudicam-nossa-saude-207810/

http://www.constantemente.com.br/maus-habitos-que-prejudicam-sua-saude/

Imagens: Google