Saudades de um tempo que não volta mais

Esses dias bateu uma saudade da minha infância e adolescência… comecei a escutar as músicas e bandas que eu amava e veio toda aquela nostalgia.

Ser criança é muito bom e duvido que não haja uma pessoa se quer que não tenha vontade de voltar a ser criança. A adolescência podia ser mais difícil, mas ainda assim sentimos falta de quando éramos adolescentes e chorávamos ouvindo música no rádio pelo amor não correspondido! kkkkk

Como sinto falta dos meus amigos da época, da escola, das roupas… pelo menos os anos 90 voltaram com tudo na moda.

Li um texto que descreve bem esse meu sentimento e quero compartilhar com vocês:

 

“Brincar de casinha, pique esconde, pega-pega, passa anel, boneca, barbie, queimada… Enfim, essas eram algumas das muitas brincadeiras que eu e minha irmã adorávamos.

Exalto minha infância e me orgulho do passado em que a minha única preocupação era trazer um boletim completo de notas azuis e não ser pega pelo homem do saco (que criança não morria de medo?) Eram dias de alegrias, manhas, brincadeiras e guloseimas (quem não adorava aquele suquinho de revólver de plástico que vendia-se nas feiras?). Sempre estava rodeada de amiguinhos, brincadeiras, sonhos e tudo que eu queria era fácil de se conseguir; bastava entrar no mundo da imaginação e lá tudo era possível.

Atualmente, os pequeninos querem ser gente grande. Vejo as crianças cada vez mais consumistas, mais ligadas às coisas superficiais, trocando as bonecas e os carrinhos por videogames e substituindo as tardes correndo no quintal para ficarem sentadas em frente a um computador. Não sabem o que é pular amarelinha e não conhecem os personagens dos programas e desenhos que fizeram parte da minha vida, como o Castelo-Rá-Tim-Bum, Glub-Glub, Caverna do Dragão, Anos Incríveis, Corrida Maluca, X-tudo… só de falar me bate uma saudade e me vejo assistindo um desses programas educativos.. como eu me divertia. Hoje tenho pena das crianças, tente assistir um desenho infantil e você saberá o porquê.

A infância é uma fase na vida de qualquer pessoa que não deve ser deixada de lado e muito menos ultrapassada. É a melhor fase, na minha opinião. Um mundinho sem maldades, sem preocupações, sem mentiras e que tudo é diversão!
Cresci, ainda tenho sonhos, não posso mais passar o dia só brincando, tenho deveres e muitas preocupações e aquele meu mundinho onde tudo é possível continua vivo, mas sei que hoje a porta de acesso nem sempre está aberta!”

 

Vocês também queriam voltar a ser criança? Tudo era bem mais fácil, né?!

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://alineescreveaqui.wordpress.com/2009/02/12/ai-que-saudades-que-eu-tenho-da-minha-infancia-querida/

Imagem: Google