Papo de Amiga

Oi miga!!!

A segunda temporada de 13 Reasons Why (Os treze porquês) estreou na Netflix na sexta-feira dia 18/5 – e é claro que eu estou assistindo.

A primeira temporada da série deu o que falar, muita gente amou e muita gente odiou. Mas a verdade é que a série chocou a TODO mundo com o tema abordado.

Para quem não sabe, 13 Reasons Why fala sobre suicídio, estupro e bulling.

A narrativa da série (primeira temporada) é feita por Hannah Baker, uma garota que cometeu suicídio. Ela nos conta todos os motivos que a fizeram tomar a decisão de se suicidar. 13 motivos, 13 porquês.

Por várias vezes durante a apresentação do fatos Hannah diz coisas como: quem vai acreditar numa garota morta?” ou “ela apenas passou pelo que nós passamos todos os dias”.

Antes de cometer suicídio – mas com a decisão de fazê-lo já tomada – Hannah grava em fitas os motivos que a levaram a fazer isso, e as envia para as pessoas responsáveis por sua decisão.

Através de suas fitas, Hannah gera um confronto íntimo e direto de cada um dos outros personagens com as suas próprias personalidades, tentando fazer com que eles deixem de expurgar seus demônios interiores nos outros e tentem curar a si mesmos.

Aquele pensamento que diz que “pessoas feridas ferem pessoas” é intensamente explorado na série, chegando em um ponto onde tantas pessoas canalizam seus problemas em cima de Hannah até que ela não resiste mais.

Miga, eu gostei muuuito da série e quando acabei de assistir a primeira temporada entrei em choque. Eu chorei muito, eu não saia do quarto e comecei a pensar: será que já fui um porquê de alguém?

Esse era o objetivo da série, nos fazer refletir sobre nossas atitudes e palavras e não incentivar o suicídio, como muita gente disse.

Quero deixar claro que em nenhum momento apoiei a decisão de Hannah de culpar outras pessoas pela sua decisão e gravar as fitas. Acredito que pessoas tem o poder sim de dos magoar profundamente, mas que quem chega ao ponto de se suicidar tomou essa decisão sozinho.

E sabe miga, por mais que as pessoas nos magoem sempre tem alguém para nos ajudar, sempre tem alguém que realmente se importa conosco. As pessoas que nos magoaram não merecem ter nossas vidas em suas mãos.

A dificuldade dos jovens em procurar ajuda dos pais – que nem sempre necessariamente se dá pelo fato de eles serem distantes ou super ocupados –  poderia ser mais explícita na série, pois é difícil para os pais oferecerem auxílio diante de adversidades que eles não sabem que existem.

É difícil olhar adiante quando só conseguimos enxergar dores e decepções diante de nossos olhos, mas NADA dura para sempre, nem mesmo a dor.

Portanto miga, se você está passando por algo abordado pela série procure ajuda, não se cale!

Ligue 188, CVV – Centro de Valorização da Vida.

 

 

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” Mateus 11.28 a 30

 

 

NÃO SEJA UM PORQUÊ.

 

 

 

Gostou desse post? Deixe seu comentário!

Redes sociais

Instagram: @matozolarissa

Facebook: Coisas de Larissa

Bjsss L.C 

 

 

 

 

 

Fonte: http://cinepop.com.br/precisamos-conversar-sobre-13-reasons-why-a-serie-sobre-suicidio-da-netflix-141611

Imagem: Google